Cultura | 09-09-2022 21:00

Bênção dos barcos avieiros foi momento alto das Festas da Póvoa

Autarcas e dirigentes juntaram-se para assistir à bênção dos barcos avieiros

Mais de três dezenas de barcos e centenas de pessoas juntaram-se ao longo de uma das margens do rio Tejo, na Póvoa de Santa Iria, para assistir à tradicional bênção dos barcos avieiros. O MIRANTE assistiu ao momento dentro do barco de Alfredo Fernandes, um dos avieiros mais antigos da cidade.

A bênção dos barcos avieiros continua a ser o momento alto das festas da Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira. Na noite de 3 de Setembro mais de três dezenas de barcos e centenas de pessoas juntaram-se numa das margens do rio Tejo para assistir à iniciativa. Alinhados na água, os avieiros esperaram a passagem do barco que carregava a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira da cidade.
O MIRANTE assistiu à cerimónia dentro do barco de Alfredo Vicente Fernandes, mais conhecido como Mestre “Cálão”, um dos avieiros mais antigos da cidade e fundador do Rancho Típico Os Avieiros de Vila Franca de Xira. Conta que a sua ligação ao rio começou muito cedo; nasceu dentro de um barco há 73 anos e desde criança que dedica a sua vida à pesca. O barco que transportou a repórter de O MIRANTE foi construído totalmente à mão pelo mestre durante 15 dias. “Já fiz mais de uma dezena de barcos com as minhas mãos; este onde estamos tem um ano e demorou 15 dias a construir”, conta com orgulho. Durante o percurso Alfredo Fernandes foi explicando cada momento da procissão realçando a importância que a devoção tem para a comunidade avieira e para todos os devotos de Nossa Senhora da Piedade.
“Sempre participei nesta tradição e já carreguei a Santa às costas. O barco que leva a padroeira foi decorado pelas mulheres desta cidade. Vai passando no meio dos outros barcos que estão parados enquanto se ouvem as orações. Depois o padre benze-os e termina com fogo-de-artificio”, explica.
No final da cerimónia Fernando Barrinho, presidente da Associação Cultural Avieiros de Póvoa de Santa Iria, colectividade que organizou a iniciativa, agradeceu o envolvimento da comunidade e a todos os que assistiram à procissão.

Crianças e jovens são parte importante da tradição
Crianças e jovens são parte importante da tradição

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo