Cultura | 05-10-2022 21:00

Reabriu o museu onde cabe toda a tradição<br>e vivências do povo de Azambuja

Museu está mais organizado, moderno e atractivo para os visitantes

O Museu Sebastião Mateus Arenque, em Azambuja, reabriu ao público dois anos após ter encerrado para obras. O espaço traz novidades através da tecnologia audiovisual e ganhou uma área dedicada ao etnógrafo azambujense que recolheu e doou grande parte do espólio do museu.

Com a exposição permanente “Quotidianos: recordar, conhecer e aprender”, agora apoiada por ilustrações e tecnologia audiovisual e interactiva, o Museu Municipal Sebastião Mateus Arenque, em Azambuja, voltou a abrir portas ao público mais moderno, atractivo e reorganizado. A inauguração decorreu no sábado, 17 de Setembro, e contou com a presença do ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, do presidente da Câmara de Azambuja, Silvino Lúcio, e de familiares do etnógrafo azambujense e patrono do museu, Sebastião Mateus Arenque.
Silvino Lúcio destacou que se pretende com esta requalificação aguçar o “gosto pela descoberta das memórias colectivas” e criar uma forte ligação com as gerações mais jovens através dos serviços educativos do museu e dinamização de mostras temáticas e temporárias. Também os mais velhos, sublinhou, terão numa visita ao museu um “reencontro com o passado” dos tempos de infância e juventude.
Aproveitando ainda a presença do ministro o autarca afirmou que o município depara-se com a dificuldade no acesso a financiamentos na área da cultura, por se privilegiar apenas projectos digitais e a cultura imaterial. “Gostaríamos que se entrasse num novo paradigma; se assim não for corremos riscos de que muito património físico desapareça”, disse, dirigindo-se a Pedro Adão e Silva, numa alusão ao castro de Vila Nova de São Pedro, património pré-histórico classificado como monumento nacional, situado no concelho.
A requalificação e modernização do museu, iniciada em 2019, custou 200 mil euros, investidos na totalidade pela Câmara de Azambuja sem apoio de programas do Governo ou da União Europeia. O primeiro piso dá destaque à máquina secadora de arroz, a única em Portugal tão completa e bem conservada, num espaço onde é agora possível simular o processo de secagem com o apoio de imagens digitais e de uma máquina de fumo. Pode-se também percorrer espaços onde se recorda o trabalho nos campos da Lezíria, com as alfaias agrícolas e os carros de bois; os avieiros do Tejo e as barbearias onde eram publicitadas as corridas de toiros.

Lourenço Mota, filho de Sebastião Mateus Arenque, também esteve presente na reabertura do museu
Lourenço Mota, filho de Sebastião Mateus Arenque, também esteve presente na reabertura do museu

Filho de Sebastião Mateus Arenque deixa recado ao Governo
O segundo piso do percurso expositivo ganhou uma nova área dedicada ao poeta e etnógrafo auto-didacta Sebastião Mateus Arenque, que faleceu em 2019, aos 96 anos. Foi entre as memórias fotográficas e em vídeo presentes nesta secção que O MIRANTE encontrou a família do patrono do museu. A neta, Sónia Gomes, que interpretou o fado ‘Borda d’água dos meus olhos’, no acto inaugural, destacou ao nosso jornal o “orgulho” que a família sente por ver o museu – que foi “uma grande conquista do avô” – remodelado e mais atractivo para novos públicos sobretudo para as camadas mais jovens. Além de um espaço dedicado às crianças, conta também com exposições sobre feiras, mercados, tauromaquia e a primeira escola de aviação de Vila Nova da Rainha.
Na parte final da visita, Lourenço Mateus Mota, filho de Sebastião Mateus Arenque, declamou o célebre poema do seu pai, “Fandango Ribatejano”, que retrata as gentes do Ribatejo, o fandango e a vida de campino. Emocionado, não quis deixar de mandar um recado ao ministro da Cultura: “Vai ser muito difícil tirar a um ribatejano o que mais adora, que são os toiros, os cavalos e a festa brava”. Embora não tenha feito referência directa à tauromaquia Adão e Silva sublinhou no seu discurso a importância de “ser tolerada e acolhida” a diversidade cultural e as suas práticas que estão presentes no país.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo