Desporto | 15-01-2023 10:00

Futuro da União Atalaiense depende da prata da casa

Futuro da União Atalaiense depende da prata da casa
Clube tem uma parceria muito vincada com o Agrupamento de Escolas da Barquinha

Clube do concelho de Vila Nova da Barquinha trabalha com cerca de 160 atletas em todos os escalões e no ano passado inaugurou nova sede e o sistema de iluminação LED do Parque Desportivo da Atalaia. 60% do plantel sénior é composto por atletas da formação.

2022 foi um bom ano para a União Desportiva Atalaiense. Após inaugurar a sua sede em Julho, o clube do concelho de Vila Nova da Barquinha recebeu uma nova iluminação LED no Parque Desportivo. Em conversa com O MIRANTE, Nuno Batista, presidente da direcção, fala ainda com orgulho da transferência de Anita Prata, jogadora sub-11, para o Sporting Clube de Portugal.
O dirigente considera que o emblema que dirige tem já uma dimensão muito grande para um clube de aldeia. A União Atalaiense tem equipas em todos os escalões do futebol, dos 4 anos até aos seniores, contando com cerca de 160 atletas. Nuno Batista realça que o que o motiva é a formação ética e social dos seus atletas. “Apostamos na formação do homem e da mulher. Claro que gostamos de ganhar, mas queremos, acima de tudo, que eles cresçam com a escola bem enraizada, com boas notas e com os valores da sociedade”, admite. Cerca de 60% dos jogadores do plantel sénior são provenientes da formação, o que atesta bem a importância que o clube atribui às bases. “Nunca mandámos nenhum miúdo embora”, afirma com orgulho.
O clube tem uma parceria muito vincada com o Agrupamento de Escolas da Barquinha, recebendo no final de cada período as notas dos atletas. “Quando as notas são más, podemos limitar o número de treinos dos miúdos. Por exemplo, se alguém tem três ou quatro negativas, falamos para saber o que se passa. Se não recuperar as notas pode ficar impedido de jogar”, explica.
Uma das grandes dificuldades do clube tem sido a cobrança das quotas dos seus cerca de 350 associados. “É um mal destas associações. Se não tivermos um cobrador as pessoas não se deslocam para vir pagar”, lamenta Nuno Batista, que vai no seu quarto ano de mandato na presidência.

Melhores condições de trabalho
A sede foi inaugurada em Julho. A Câmara de Vila Nova da Barquinha fazia a gestão do local, que tinha rinque e dois balneários. A Junta de Freguesia de Atalaia construiu depois a estrutura, paredes e telhado. Os acabamentos foram da responsabilidade dos próprios elementos da direcção do clube, que colocaram o chão, o tecto falso, a iluminação e ainda equiparam a cozinha. A nova iluminação, um investimento de cerca de 75 mil euros por parte do município, comparticipado em 50% pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude, foi inaugurada em Outubro e vem melhorar significativamente as condições de trabalho.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo