Desporto | 31-01-2023 18:00

Grupo Desportivo de Vialonga concretiza sonho e inaugura relvado sintético

Grupo Desportivo de Vialonga concretiza sonho e inaugura relvado sintético
Presidente do GDV não escondeu a felicidade de ver cumprido um sonho do clube

Novo piso para a prática do futebol era uma necessidade há muito reivindicada pela equipa e os actuais dirigentes continuam empenhados na reestruturação e equilíbrio financeiro do clube.

Foi com uma vitória expressiva de seis bolas a zero frente ao Recreios Desportivos do Algueirão que o Grupo Desportivo de Vialonga (GDV) inaugurou o seu novo relvado sintético na tarde de domingo, 22 de Janeiro. O novo relvado foi um investimento da Câmara de Vila Franca de Xira e por isso a cerimónia de inauguração contou com a presença do presidente do município, Fernando Paulo Ferreira, do presidente da Junta de Vialonga, João Tremoço e do vereador com o pelouro do Desporto, João Pedro Baião.
Mais de meio milhar de espectadores encheram as bancadas do campo do GDV para assistir aos jogos que ali foram disputados mas também à bênção do espaço e entrega de lembranças por parte do presidente do clube. Numa tarde que se mostrou de feição para a equipa da casa os presentes tiveram ainda direito a música e ao já tradicional porco no espeto.
Ricardo Antunes, presidente do GDV, não conteve durante o dia o sorriso de ver um sonho realizado e uma casa cheia de adeptos, amigos e família. Um momento festivo que vem colocar um ponto final num processo moroso do qual O MIRANTE já havia dado nota o ano passado. “Isto muda tudo. Podemos agora sonhar em melhorar a oferta desportiva, aumentar o nosso rendimento e sermos mais atractivos enquanto clube”, referiu o dirigente.
O novo relvado sintético chega num período conturbado em que o emblema de Vialonga se encontra a batalhar para reequilibrar as suas contas. No seu discurso, e mais tarde na conversa com O MIRANTE, Ricardo Antunes não esqueceu o agradecimento aos pais, encarregados de educação e atletas por não terem deixado o emblema de Vialonga desistir dos seus objectivos. Durante quatro meses os atletas treinaram em Alverca do Ribatejo, com horários mais apertados, o que pôs em causa resultados e desempenhos, momentos difíceis ultrapassados graças à resiliência dos envolvidos.
Numa tarde de sonho, como referiu o presidente, conseguir uma vitória alargada com uma casa cheia no dia da inauguração do novo relvado foi “a cereja no topo do bolo”. Motivado pelo resultado, o dirigente relembra que há muito mais a fazer. Falta resolver o problema dos balneários, da lavandaria e a aquisição de mais viaturas para transportar os atletas aos jogos dos diversos escalões, mas Ricardo Antunes relembra que o clube está ainda a recuperar de um impacto financeiro negativo herdado da anterior gestão. “É importante termos agora novos objectivos que queremos cumprir e fazer mais por este clube, mas não podemos esquecer as nossas fragilidades”, concluiu.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo