Desporto | 14-11-2023 10:00

No boccia do Alverca a felicidade anda de mãos dadas com as vitórias

No boccia do Alverca a felicidade anda de mãos dadas com as vitórias
Equipa de Alverca já se sagrou campeã nacional e regional e está nomeada para o prémio de mérito desportivo do concelho

Tirar os mais velhos de casa e mantê-los activos é um dos principais objectivos da secção de Boccia Sénior do Futebol Clube de Alverca

Tirar os mais velhos de casa e mantê-los física e mentalmente activos, em vez de passarem os dias no sofá em frente da televisão, é um dos principais objectivos da secção de Boccia Sénior do Futebol Clube de Alverca (FCA). Dos cinco atletas iniciais que arrancaram com a secção, o grupo já vai com 14 pessoas em cinco equipas e o número de praticantes não pára de crescer. Talento não falta aos atletas, que são oriundos de várias freguesias do concelho de Vila Franca de Xira. Os resultados estão à vista, já tendo alcançado o título de campeões nacionais e regionais. Este ano na Taça de Portugal a equipa também se apresentou a bom nível, tendo sido terceira classificada entre 32 equipas. Os bons resultados valeram-lhes agora a nomeação para os prémios de mérito desportivo que vão ser entregues em breve pela Câmara de Vila Franca de Xira.
Um motivo de orgulho para Carlos Gil, o treinador do grupo que foi durante anos chefe de estação da CP em Santa Apolónia. “Começámos noutras associações da zona mas em 2012 viemos para o FCA e bem-dita a hora em que o fizemos. Temos melhores condições do que antigamente e hoje em dia até já precisamos de mais espaço”, confessa. A equipa treina todos os dias no pavilhão do clube situado no centro de Alverca. “Temos muito orgulho em dizer que temos todas as nossas equipas na primeira liga da modalidade. A nossa maior dificuldade é não haver mais equipas na região, aqui perto, com quem pudéssemos competir”, refere o treinador.
O boccia, explica a atleta Sílvia Pires, é um desporto paralímpico misto que foi adaptado aos seniores e só o pode praticar quem for maior de 65 anos. Não existe divisão por sexos e pode ser jogado individualmente ou por equipas de três jogadores. Requer muita concentração, coordenação, controlo muscular, estratégia e trabalho de equipa. As regras são, de resto, iguais ao modelo paralímpico: a bola branca é a bola alvo e o objectivo é colocar seis bolas vermelhas ou azuis perto da branca. Quanto mais bolas de cor estiverem perto da branca no final mais pontos são atribuídos. Cada bola pesa 250 gramas e os pesos são confirmados antes de cada prova.
Além de tirar os mais velhos de casa, a secção de boccia do FCA também quer manter os seniores estimulados socialmente e a conviver. “Estamos sempre a procurar novos atletas. Pudesse eu ter aqui 50 pessoas, era sinal de que estávamos a conseguir tirá-las de casa”, confessa Carlos Gil. O segredo para os bons resultados, segundo os atletas, é simples: treino, concentração e trabalho. O objectivo para o futuro é continuar a honrar a camisola do FCA e levar o nome de Alverca cada vez mais longe. “Se houver na região quem queira conhecer a modalidade teremos muito gosto em a mostrar”, explicam Carlos Gil e Sílvia Pires, para quem ver os seniores felizes é a principal recompensa. “Mais que o desporto em si é ver a felicidade nos rostos de todos que conta”, concluem.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo