Desporto | 11-04-2024 12:00

Houve quem tirasse férias e acordasse de madrugada para ver o Rally Raid Portugal

Houve quem tirasse férias e acordasse de madrugada para ver o Rally Raid Portugal
Rafael Simãozinho assistiu ao Rally Raid Portugal com o pai na Ribeira do Cocharro, em Salvaterra de Magos

Há pessoas que gostam tanto de ralis e provas de todo-o-terreno que são capazes de tirar dias de férias e levantarem-se de madrugada para escolherem o melhor lugar da zona onde passam os carros e as motos.

Há pessoas que gostam tanto de ralis e provas de todo-o-terreno que são capazes de tirar dias de férias e levantarem-se de madrugada para escolherem o melhor lugar da zona onde passam os carros e as motos. Rafael Simãozinho, 25 anos, tirou um dia de férias e levantou-se às 5h00 de sexta-feira, 5 de Abril, para se posicionar no ponto de interesse da Ribeira do Cocharro, em Salvaterra de Magos, para ver as estrelas do Rally Raid Portugal, terceira prova do mundial de todo-o-terreno e a única na Europa, que começaram a passar às 8h07 no local. “Não é todos os dias que vemos as vedetas do Dakar”, justifica.
Rafael Simãozinho, que vive no concelho de Salvaterra de Magos, em Escaroupim, pertence ao grupo motard Slick & Piton, de Foros de Salvaterra, que todos os anos organiza um grupo de duas dezenas de amantes das provas de todo-o-terreno para assistirem ao 24 Horas TT Vila de Fronteira e à Baja Portalegre 500. No ano passado foram também apoiar Tomás Paulo (Yamaha), de Foros de Salvaterra, que na sua estreia em Portalegre se classificou em segundo na categoria quads, somando ainda o troféu Yamaha, troféu de resistências X-trophy 2022 e Baja Oeste de Portugal 2023. “É um desporto com cada vez mais visibilidade. Tem cada vez mais jovens e os pais, com muito sacrifício, investem para que os filhos possam ir às provas”, comenta.
Rafael Simãozinho começou desde novo a andar de mota com o pai, que sofreu dois acidentes graves e fracturou as vértebras. Tem uma Honda Africa Twin 1100 e o pai já viajou até à Suíça, Mónaco e Itália de mota. Às sextas-feiras é dia de ir à sede do Slick & Piton para conversar sobre motas e passeios.
Os pilotos enfrentaram a etapa mais longa daquela que foi a terceira prova do mundial de todo-o-terreno, com 374 quilómetros cronometrados no Ribatejo e Alto Alentejo, de um total de cerca de 1000 que incluíram a Extremadura Espanhola. O espanhol Tosha Schareina (Honda) venceu a competição das motos com 4m38s de avanço sobre Sebastian Bühler. Bruno Santos (Husqvarna) completou o pódio da geral e ainda venceu a categoria Rally2. Nasser Al-Attiyah, navegado por Edouard Boulanger, tornou-se o primeiro vencedor do Rally Raid Portugal nos automóveis. João Ferreira e Filipe Palmeiro ficaram em segundo lugar e Lucas Moraes e Armand Monleon completaram o pódio.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo