Desporto | 15-04-2024 07:00

João Duarte começou no futebol no Cartaxo e agora é treinador no Canadá

João Duarte começou no futebol no Cartaxo e agora é treinador no Canadá
TÃO LONGE E AQUI TÃO PERTO
João Duarte treina os sub14 da academia do Vancouver Whitecaps FC, no Canadá. fotoDR

João Duarte, natural do Cartaxo, emigrou para os Estados Unidos da América com 24 anos para perseguir o sonho de ser treinador de futebol. Actualmente está a viver em Vancouver, no Canadá, e é treinador no Vancouver Whitecaps Football Club.

João Duarte, 33 anos, treinador de futebol das camadas jovens no Vancouver Whitecaps Football Club, no Canadá, tem as suas raízes no Cartaxo. No currículo tem passagens por Boston, Carolina do Sul e pela cidade canadiana de London. Foi no Sport Lisboa e Cartaxo que começou a jogar em jovem e desenvolveu o seu gosto pelo futebol, até ir para a Escola Superior de Desporto de Rio Maior. Recém-licenciado e insatisfeito com o trabalho que arranjou como monitor de actividades ao ar-livre, em Torres Vedras, enviou currículos para o estrangeiro e em 2015 recebeu o convite para o Global Premier Soccer (GPS), em Boston, estreando-se a treinar uma equipa feminina de Sub12. Atravessou o Atlântico com 24 anos e foi viver com uma família de acolhimento deixando a zona de conforto que era a casa dos pais no Cartaxo, onde vivia também com o irmão seis anos mais velho.
Como o Global Premier Soccer tinha outras escolas de futebol, em parceria com o Bayern de Munique, em 2016 mudou-se para a Carolina do Sul e viveu com treinadores que trabalhavam para o mesmo clube. No Verão do mesmo ano foi para London, pelo mesmo motivo, sempre ligado às camadas jovens do clube. Com a pandemia o Global cessou actividade e teve de voltar a Portugal. O União de Almeirim foi quem lhe abriu portas e tornou-se treinador da equipa feminina de Sub19 que em 2023 chegou à final do nacional, ao mesmo tempo que tirava o mestrado em Rio Maior. Depois de um ano a treinar em Almeirim recebeu um convite da cidade de London para treinar o Whitecaps London. Um ano depois passou para a equipa mãe, o Vancouver Whitecaps Football Club, o seu clube actual.
João Duarte integra um programa que consiste na formação de treinadores e jogadores de clubes parceiros do Vancouver através do Network Partner Program (NPP). O sonho dentro do clube é ser treinador da equipa de sub23, que compete na liga profissional MLS Next Pro. Aconselha a quem sai da faculdade a não se focar apenas no futebol e a arriscar. “Tenho colegas que trabalharam em grandes clubes em Portugal que ganhavam 300 euros mensais. Com o que se exige de relatórios e reuniões torna-se complicado fazer outra coisa”, revela.
O treinador considera que a cultura futebolística e inteligência de jogo estão mais evoluídas em Portugal. “A criança nasce num contexto em que o futebol é tudo e desenvolve um entendimento sobre a sua importância.
No Canadá existem muitas modalidades e mesmo os que jogam futebol vêem futebol americano ou hóquei na televisão, não vêem o desporto que praticam”, afirma, referindo que um dos maiores choques culturais foi a incapacidade motora de certas crianças. Para o treinador, a sociedade norte-americana não encoraja para o desporto e actividade física e a determinada altura vê o futebol como uma alternativa barata para as crianças. Por outro lado, argumenta que fisicamente o jogador norte-americano é mais possante, considerando, ainda assim, que a inteligência de jogo é o que faz a diferença.
João Duarte vem uma vez por ano a Portugal, normalmente em Dezembro para aproveitar o Natal e a Passagem de Ano. Está a viver com a namorada que conheceu em London e planeiam ter filhos. Tem saudades da família, do círculo social, da comida e do clima apesar de defender que está na melhor cidade do Canadá no que toca ao clima, próximo do oceano e da montanha.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo