Desporto | 22-05-2024

Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística

1 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística
2 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística
3 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística
4 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística
5 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística
6 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística
7 / 7
Filipa Monteiro venceu a anorexia e é campeã e treinadora de patinagem artística

Atleta de patinagem artística desde os nove anos, Filipa Monteiro passou por momentos difíceis devido a uma anorexia. A nutricionista chegou a desaconselhar-lhe continuar no desporto, mas o sonho de ser campeã distrital fê-la superar a doença. Hoje, com 21 anos, é treinadora e um exemplo dos atletas do Sport Clube Desportos de Glória do Ribatejo.

A treinadora de patinagem artística no Sport Clube Desportos de Glória do Ribatejo, Filipa Monteiro, superou a anorexia com a força de não querer abandonar a modalidade de que tanto gosta. A jovem de 21 anos, foi diagnosticada com a doença em 2019, aos 16, mas para não abandonar o desporto e conquistar o título de campeã distrital esforçou-se por comer bem, depois de uma nutricionista a ter aconselhado a não praticar desporto. E conseguiu o objectivo: venceu o campeonato distrital de juvenis.
“A nutricionista quase que me proibiu de treinar, mas como sempre fui determinada disse para mim própria que ia alimentar-me bem, continuar a treinar e que o título tinha de ser meu”, recorda a treinadora.
Filipa Monteiro é a treinadora do Sport Clube Desportos de Glória do Ribatejo desde 2021 depois de ter feito a formação em “Os Leões” de Santarém, que tinham um polo de patinagem artística em Glória do Ribatejo, para onde entrou aos nove anos. A treinadora, que está a tirar uma licenciatura em Educação Física e Desporto, é vista pelas atletas como um exemplo de superação. Actualmente o clube tem meia centena de patinadores e a treinadora tem ajudado não só a alcançar títulos como a promover valores como a união e o respeito junto de atletas a partir dos seis anos.
A saída de um dos treinadores do clube levou Filipa Monteiro a tirar o curso de treinadora de patinagem artística, deixando a competição enquanto atleta para garantir a formação de atletas e a continuidade da secção. E a sua qualidade já fez com que Ema Henriques, de 10 anos, se sagrasse vice-campeã distrital no escalão de infantis no mês de Abril.
A secção de patinagem artística do clube de Glória do Ribatejo, criada em Janeiro de 2017, tem treinos de iniciação, pré-competição e competição e espera ter mais cinco atletas a competir até final do ano, afirma a seccionista Telma Madeira e mãe de duas atletas, partilhando as responsabilidades na secção com o marido, Luís Silva, e com Berta Charréu, mãe de Filipa Monteiro; e Romy Remih.
O Sport Clube Desportos (SCD) de Glória do Ribatejo organizou um sarau de patinagem no domingo, 12 de Maio, no Pavilhão Desportivo Municipal de Glória do Ribatejo, que reuniu cerca de seis dezenas de atletas. O fim-de-semana de 15 e 16 de Junho é também uma data importante para a secção, porque é a data do seu torneio. A secção faculta patins para que as crianças possam experimentar a modalidade e a mensalidade ronda os 30 euros.
O SCD de Glória do Ribatejo tem vindo a assistir a um aumento exponencial de atletas, inclusivamente dos concelhos de Benavente, Coruche e Almeirim, contando com atletas masculinos, uma realidade recente. Na opinião de Telma Madeira, ainda existe o estigma de a patinagem artística ser para “meninas” porque envolve uma dança e expressividade, ideia que o clube tenta combater. “Não queremos ser um clube em que os pais largam os filhos, não conhecem ninguém nem sabem quem é o presidente”, refere Berta Charréu.

Os últimos feitos do clube
A equipa de formação conquistou o segundo lugar por equipas no terceiro torneio da União Desportiva e Recreativa da Zona Alta, em Abril, destacando-se os primeiros lugares de Érica Bernardo no escalão de cadetes e Inês Abade em juniores. A equipa de pré-competição conseguiu alcançar o primeiro lugar por equipas, a destacar: Inês Pombal (primeiro lugar benjamins), Camila Faustino (1º lugar infantis), Gabriela Nunes (3º lugar infantis), Inês Traguedo (2º em iniciados) e Sara Pombal (2º em cadetes). Ema Henriques conquistou o primeiro lugar em infantis e quinto lugar por equipas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo