Desporto | 16-06-2024 18:00

Casa do Benfica da Golegã faz o triplete da época e quer formar equipa de juniores

Casa do Benfica da Golegã faz o triplete da época e quer formar equipa de juniores
Vice-presidente da Casa do Benfica da Golegã, Pedro Cardoso, mostra as taças do campeonato, taça e supertaça distrital que o clube venceu esta época em futsal

Uma época de glória com a conquista do campeonato, taça e supertaça distrital de futsal sem derrotas representa o melhor momento da equipa sénior da Casa do Benfica da Golegã, a comprovar que o esforço e dedicação mais tarde ou mais cedo são recompensados. O clube está agora a tentar fazer uma equipa de juniores que até agora não existiu por falta de jogadores.

A equipa sénior da secção de futsal da Casa do Benfica da Golegã venceu todas as provas em que competiu este ano e conquistou a inédita triplete sem derrotas em qualquer competição. Pedro Cardoso, vice-presidente da associação há três anos, afirma que não há segredo nem fórmula mágica para o sucesso, que se deve ao esforço, trabalho e dedicação. Na época anterior de 2022/23, a equipa esteve em todas as frentes até três semanas antes de acabar a época onde acabou por perder em jogos decisivos. “Faltou-nos uma pontinha de sorte em momentos chave, mas o principal é muito trabalho e treino” afirma o dirigente, que entrou para o clube como director financeiro para reestruturar a parte financeira e proporcionar uma estrutura mais organizada e sustentável.
A secção de futsal tem cerca de 180 atletas, desde os escalões de petizes até à equipa de veteranos. De momento, não existe equipa de juniores por falta de atletas, mas Pedro Cardoso acredita que é um objectivo possível de realizar na próxima época desportiva. Além do futsal, a Casa do Benfica da Golegã tem secções de voleibol, criada este ano, kempo, aulas de zumba e pretende implementar a partir de Agosto uma equipa de futsal sénior feminina. Pedro Cardoso explica que o papel da formação é fulcral na secção de futsal e diz ser gratificante ver atletas com todo o percurso na associação a sagrarem-se campeões pela equipa sénior.
A secção de futsal nasceu em 2007, três anos depois da criação da casa. Esta época foi o colher de frutos de 17 anos de trabalho com dois atletas que passaram pelos escalões de formação e que estão na equipa sénior, que conta com atletas com vários anos de experiência na modalidade. “A selecção do plantel é fruto de um trabalho de colaboração entre a estrutura, a equipa técnica e os coordenadores da secção. Definimos os objectivos da época, os orçamentos que temos e identificamos as necessidades da equipa em termos de jogadores. É um trabalho muito organizado e rigoroso que funciona em tríade” afirma Pedro Cardoso. Para o vice-presidente o melhor momento da época foi a conquista do campeonato distrital de seniores, por se tratar do principal objectivo da equipa e pela forma invicta como foi ganho. Por outro lado, lamenta as lesões que foram mais recorrentes este ano e que afastaram alguns jogadores da competição.
O dirigente lamenta que a maior dificuldade do associativismo seja a falta de pessoas disponíveis para ajudar, sendo que os pais dos são peças fundamentais na sustentação do clube acabando por assumir um pouco o papel de dirigentes. Para a próxima época, o objectivo é manter a equipa nas competições nacionais e conseguir formar equipa de juniores. Sobre as metas a longo prazo, Pedro Cardoso não esconde a ambição de voar mais alto. “Quem não gostaria de ver a sua equipa na primeira liga nacional? Qualquer associação gostaria de ter um projecto que chegasse ao principal patamar de uma modalidade. É continuar a trabalhar e ter condições para idealizar esse objectivo”, conclui.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo