Sociedade | 17-09-2020 07:00

Carlos Jorge Pereira conta porque deixou vice-presidência da Câmara de Alpiarça

Carlos Jorge Pereira conta porque deixou vice-presidência da Câmara de Alpiarça
ENTREVISTA

Na entrevista que publicamos na edição em papel desta quinta-feira, 17 de Setembro, Carlos Jorge Pereira descreve o ambiente na câmara e explica porque é que os eleitos são marionetas na câmara.

Carlos Jorge Pereira cansou-se de engolir sapos e do que considera faltas de respeito e decidiu abandonar o executivo que manda na Câmara de Alpiarça, ao fim de onze anos a acompanhar o presidente Mário Pereira. O agora ex-autarca, de 58 anos de idade, não aguentava mais um clima em que reinavam as demonstrações de poder patético perante a passividade do presidente.

Carlos Jorge Pereira foi um dos obreiros da vitória da CDU em Alpiarça nas autárquicas de 2009 e desde o primeiro dia integrou o executivo como vice-presidente. Era o homem de confiança e braço direito do presidente. Mas nos últimos tempos sentia-se um verbo-de-encher e não via qualquer apoio do presidente.

Na entrevista que publicamos na edição em papel desta quinta-feira, 17 de Setembro, Carlos Jorge Pereira conta quem é que manda na câmara, quem é o responsável por ter saído e diz que tanto ele como a sua mulher vão sair do partido.

*Leia a entrevista completa na edição semanal em papel desta quinta-feira, 17 de Setembro

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1474
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1474
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo