Divulgação | 25-01-2023 15:39

Diversificar o desporto em Portugal - Afinal, quem é responsável?

Diversificar o desporto em Portugal - Afinal, quem é responsável?
DIVULGAÇÃO

Serão os clubes ou cabe ao governo (e às escolas) o papel de diversificar o desporto em Portugal? Será que existe uma estratégia com este objetivo? Descubra…

Clubes, Federações e Governo - Quem é responsável por diversificar o desporto?

Num país dominado pelo futebol, diversificar o desporto em Portugal é um tema bastante falado mas sem uma estratégia definida. Veja como pode ser fomentada a abertura a outras modalidades e quem deve dividir esta responsabilidade

O futebol é, de longe, a modalidade com mais praticantes federados em Portugal. Dos 587.812 inscritos nas várias federações em 2020 (dados do Pordata), mais de 40% (190.865 pessoas) estavam ligadas à prática do futebol. Como tal, diversificar o desporto em Portugal é uma necessidade, promovendo outras modalidades. Este é comprovado por outros dados, como a cobertura mediática dos média e no online, onde é o futebol que lidera em sistemas como o Bwin Código Promocional 2023.

Existe, portanto, a necessidade de alargar o espectro para outras modalidades, com uma estratégia bem definida que atrai praticantes. Para tal, é essencial a combinação de esforços entre os clubes e federações, com dever de atrair os praticantes, o governo, a quem cabe disponibilizar as verbas para diversificar o desporto em Portugal, e as escolas, primordiais para convencer os mais novos de que “existe mundo” para lá do futebol.

Clubes devem aumentar oferta para diversificar o desporto em Portugal?

Os clubes mais conhecidos a nível nacional estão ligados ao futebol, mas não é por falta de outras opções que ele lidera o espectro mediático. Não é preciso puxar muito pela cabeça para encontrar outras referências desportivas em Portugal, como o Clube Maratona (atletismo), o Hóquei de Barcelos ou o ABC de Braga (andebol).

Os números demonstram esse ecletismo dos clubes desportivos em Portugal. Dos 11.066 clubes que existem em Portugal apenas 1921 se dedicam ao futebol. O que significa pouco mais do dobro dos clubes de voleibol (951) e o triplo das agremiações de ciclismo (676). No entanto, isso não retira a responsabilidade aos clubes de continuarem a alargar a sua oferta ao nível das modalidades, impulsionando o seu crescimento.

Governo e municípios devem dar mais apoios?

Obviamente, são necessárias verbas para diversificar o desporto em Portugal. E, nessa vertente, o governo tem sido alvo de reclamações. Por exemplo, da parte do Comité Olímpico Internacional, depois de ter dotado apenas 0,045% das verbas do Orçamento do Estado 2022 ao desporto. Nas autarquias a média é mais elevada, mas ainda as despesas com desporto representam apenas 3,8% da despesa.

Isto demonstra que, apesar do forte investimento nacional em espaços verdes e equipamentos para a prática desportiva, as verbas destinadas diretamente ao desporto são muito baixas. E sendo essenciais as infraestruturas e materiais, bem como apoios diretos aos clubes, para ajudar a diversificar o desporto em Portugal, há muito mais neste campo. E há várias soluções sem aumentar despesas, como apoios fiscais para empresas que investem em desportos além do futebol.

Escolas (e média) com papel educativo

Há mais atores com papel principal na missão de diversificar o desporto em Portugal. Por um lado as escolas, onde é incentivada a prática de diferentes desportos mas que pode apostar mais nos campeonatos de desporto escolar de diferentes modalidades.

Além disso, cabe aos meios de comunicação mostrar que existe uma imensa realidade desportiva além do futebol em Portugal, alargando a difusão de conteúdos relativos a outras modalidades. Isso apenas acontece atualmente quando há vitórias internacionais, que têm ocorrido no judo, canoagem e ginástica. E há que dar também mais relevo ao desporto adaptado, já que Portugal consegue excelentes resultados que devem ser difundidos para incentivar esta prática.

Será apenas através da conjugação de todos os intervenientes que se poderá diversificar o desporto em Portugal. O esforço dos clubes e federações, com o apoio do governo, municípios e empresas, potenciado pelo papel pedagógico das escolas e pela amplificação da cobertura nos média ajudará a tornar o desporto em Portugal muito mais eclético.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo