Economia | 15-09-2020 17:54

Empresários de transportes de turismo querem ajuda do Governo

Empresários de transportes de turismo querem ajuda do Governo

Movimento SOS Autocarros parou em Santarém onde estiveram três empresários da região

Três empresas de transportes de turismo participaram esta terça-feira na iniciativa SOS Autocarros em Santarém, que reclama apoios do Governo para o sector devido à quebra de serviços provocado pela pandemia. Hélder Condeço, da Turconder, um dos empresários da região que participou na acção que está a percorrer o país, refere que antes da pandemia fazia seis serviços por dia e agora está a fazer metade.

Segundo Hélder Condeço é preciso que o Governo dê “ajudas nos combustíveis”, salientando que as companhias de seguros não estarem a ter a “sensibilidade devida”. ”Quando aumenta a sinistralidade, aumentam-nos o valor; agora que estamos parados, não têm esta situação em linha de conta”. Sobre o futuro desta actividade, confessa “não haver forma positiva de o encarar”. “Parte dos que aqui estão, encontram-se em vias de fechar”, revela amargurado.

Amabília Costa, responsável deste movimento, realça que 2020 era considerado “um ano topo para o turismo do nosso país”. A pandemia e as restrições à circulação aconteceram numa altura em que as empresas estavam a ter mais trabalho e a recuperar de um período menos bom.

Outro dos temas que os profissionais do sector querem chamar à atenção prende-se com a conservação das suas frotas. Algumas das empresas que não tinham instalações para guardar os autocarros tiveram que alugar armazéns para os autocarros não se deteriorarem.

Ao role de queixas acresce a limitação de 2/3 dos passageiros neste meio de transporte, “ao contrário do que acontece nos comboios.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1475
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1475
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo