Economia | 19-01-2022 12:00

Alcanena aponta turismo como prioridade

Alcanena aponta turismo como prioridade

Desenvolvimento do potencial das serras de Aire e Candeeiros vai ser aposta do novo executivo municipal.

O executivo da Câmara de Alcanena aprovou o orçamento municipal para 2022 com um valor global de 19,5 milhões de euros, menos 500 mil euros que no ano anterior. A proposta foi aprovada em sessão do executivo pela maioria PSD/CDS/MPT com abstenção dos vereadores do PS.
O presidente da câmara, Rui Anastácio, considera que 2022 é um ano de planificação e preparação para o restante mandato deixando expressas algumas preocupações nomeadamente com a descentralização de competências que, no seu entender, não vem acompanhada das verbas necessárias para os municípios fazerem a gestão das responsabilidades atribuídas pelo Governo. O aumento dos preços das empreitadas que está a deixar muitos concursos públicos desertos foi outra das preocupações expressas pelo autarca.
Na análise feita ao documento, Rui Anastácio afirmou que o sector turístico é vital para o desenvolvimento económico do concelho e que é nas serras de Aire e Candeeiros que reside o potencial turístico através da criação de um geo-parque à semelhança do que acontece na Serra do Gerês. O autarca afirmou ainda que vai reforçar a posição do município na Associação de Desenvolvimento das Serras de Aire e Candeeiros (ADSAICA), com o objectivo de fortalecer o sector turístico.
O documento foi alvo de várias críticas por parte do vereador socialista Hugo Santarém, que considerou várias das propostas um legado do anterior mandato, liderado pelo Partido Socialista, que deixou a Câmara de Alcanena com condições favoráveis à governação. Deixou também críticas ao facto de vários itens do orçamento não apresentarem uma dotação orçamental.
Outra das críticas apontadas pelo PS foi o desaparecimento dos programas de apoio social, como as cerimónias de entrega dos cabazes sociais, uma das medidas mais mediáticas do anterior executivo. A vereadora Marlene Varela (PSD) garantiu que os apoios sociais não foram extintos, foram apenas adoptados moldes mais discretos para preservar a privacidade dos beneficiários dos apoios.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo