Economia | 11-11-2022 14:59

Mercadona aumenta salário de entrada em 11% a partir de Janeiro

Trabalhadores da Mercadona vão ganhar acima do salário mínimo nacional. fotoDR

Vencimento mínimo na empresa será de 1.034 euros brutos mensais, o que representa uma diferença de 147 euros em relação ao Salário Mínimo Nacional.

A Mercadona, empresa de supermercados, vai aumentar em 11% o salário de entrada dos seus colaboradores em Portugal. A partir de Janeiro de 2023, o vencimento mínimo auferido por um colaborador da Mercadona será de 1.034 euros brutos mensais, o que representa uma diferença de 147 euros em relação ao SMN (com duodécimos incluídos).
Além deste aumento, os colaboradores beneficiam da política de progressão salarial da empresa: um aumento de 11% anual que permite atingir um salário no valor de 1.414 euros brutos mensais (com duodécimos) num máximo de 4 anos de antiguidade. Adicionalmente recebem também um prémio anual por objectivos que corresponde a um salário extra nos primeiros 4 anos e dois salários extra nos anos seguintes.
Segundo Hugo Pilar, Responsável de Benefícios e Compensações em Portugal, a Mercadona pretende continuar a crescer em Portugal e o seu objectivo é promover condições laborais competitivas, tanto a nível económico como na conciliação ou no desenvolvimento profissional.
“Para poder oferecer um serviço de excelência ao cliente, a empresa tem de contar com recursos humanos de qualidade, o que implica investir nas pessoas e oferecer condições que as satisfaçam e motivem para realizar o seu trabalho da melhor forma possível”, sublinha.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo