Economia | 01-05-2023 18:00

Maioria das empresas Gazela do Médio Tejo é da indústria transformadora e da construção

Das 104 empresas que apresentaram um crescimento rápido e acentuado, nove estão localizadas no Médio Tejo. A maioria é dos sectores da construção e da indústria transformadora e em três anos triplicaram o número de trabalhadores.

A região Centro conta com 104 empresas Gazela, que empregam 4.456 pessoas e geram um volume de negócios de 1.096 milhões de euros, das quais nove estão localizadas em sete municípios da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo: duas em Abrantes, duas em Ourém e uma em Alcanena, Entroncamento, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha. Destas, 78% desenvolvem as suas actividades na indústria transformadora (quatro) e na construção.
A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), que pelo 11º ano consecutivo faz esta distinção na região Centro, destaca que o número de empresas Gazela identificadas nos municípios do Médio Tejo aumentou face ao ano de 2021, passando de oito para nove empresa, que têm “elevado potencial para gerar novos postos de trabalho, tendo triplicado as pessoas ao serviço, entre 2018 e 2021, de 99 trabalhadores para 340 trabalhadores”, salienta a CIM do Médio Tejo em comunicado.
Também o volume de negócios destas nove empresas, das quais sete são de pequena dimensão, uma é micro e outra é de média dimensão, observou um forte crescimento, com facturação na ordem dos 7,3 milhões de euros em 2018 e 28,3 milhões de euros em 2021. O evento de reconhecimento das empresas Gazela - empresas jovens que, num curto espaço de tempo, apresentam um crescimento acelerado no emprego e no volume de negócios – decorreu a 26 de Abril em Águeda.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo