Economia | 23-02-2024 21:00

Mês da Enguia em Salvaterra de Magos com programação mais alargada de sempre

Mês da Enguia em Salvaterra de Magos com programação mais alargada de sempre
O presidente da Câmara de Salvaterra de Magos, Hélder Esménio, com o presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, José Santos, e a vereadora Helena Neves, na apresentação da programação do Mês da Enguia

O Mês da Enguia e a Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Locais começam a 1 de Março em Salvaterra de Magos. A par da restauração aderem ao Mês da Enguia alojamentos, operadores turísticos, produtores de vinhos e licores.

De 1 a 31 de Março a enguia vai ser rainha em 17 restaurantes do concelho de Salvaterra de Magos. A apresentação da 28ª edição do Mês da Enguia decorreu na manhã de quinta-feira, 15 de Fevereiro, no auditório do edifício do Cais da Vala. Seguiu-se um almoço confeccionado e servido por alunos da Escola Profissional de Salvaterra de Magos. A par da restauração aderem ao Mês da Enguia alojamentos, operadores turísticos, produtores de vinhos e licores. O Presidente da câmara de Salvaterra de Magos, Hélder Esménio, referiu que a programação da edição de 2024 é talvez a mais abrangente de sempre.
“A dimensão e a diversidade da programação é o resultado do apoio e envolvimento das associações um pouco por todas as nossas freguesias com uma forte dinâmica cultural, desportiva, mas também lúdica”, afirmou o presidente do município, acrescentando que o objectivo da autarquia em dar o “melhor da gastronomia e da cultura” é que os visitantes “sintam curiosidade em voltar noutras datas” para explorar o património histórico e natural que o concelho tem para oferecer.
O autarca revelou que o investimento no Mês da Enguia está entre os 100 e os 150 mil euros e que ainda estão a ser fechados contratos, estando confirmados artistas como Neiva, Luís Trigacheiro, Saúl, Buba Espinho e Eduardo Madeira. Em paralelo ao Mês da Enguia, às sextas-feiras, sábados e domingos, decorre a Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Locais no Pavilhão Inatel, onde está centrada grande parte da programação, que pode ser consultada no site do evento, que tem a chancela do Turismo do Alentejo e Ribatejo e que inclui ainda quatro exposições espalhadas pelo concelho.
“Temos 30 dias em que Salvaterra de Magos assume uma notoriedade regional mas também nacional. Vamos lançar na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) o calendário de eventos do Ribatejo em que estão como primeiros eventos o Mês da Enguia e a Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Locais”, disse o presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, José Manuel Santos, na inauguração da iniciativa elogiando o trabalho de investigação que a autarquia tem desenvolvido ao redor da sua identidade, história e património”. “O turismo passa muito por esse trabalho. Para termos conteúdos e histórias para atrair turistas precisamos de ter primeiro um trabalho de investigação”, vincou.
Da sessão também fizeram parte João Artur Oliveira, da Confraria da Enguia, e a chefe Noélia Costa, em representação da Escola Profissional de Salvaterra de Magos. Os alunos da escola abriram o apetite dos convidados com uma enguia braseada sobre um cremoso arroz de tomate e vinagrete ribatejano.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo