Economia | 05-03-2024

Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024

1 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024
2 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024
3 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024
4 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024
5 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024
6 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024
7 / 7
Santarém divulgou incentivos ao investimento na BTL 2024

O município de Santarém tem dois programas de apoio aos investidores, o Via Expresso Jovem e Via Expresso Investidor, que estabelecem um conjunto de benefícios a quem quer criar negócios no concelho.

A Câmara de Santarém está apostada na atracção de investimentos para o seu território e esse objectivo passou também pela Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), na Feira Internacional de Lisboa (FIL), onde o município teve novamente um stand onde não faltaram actividades. A mesa redonda sobre ''Apoios e Incentivos ao Desenvolvimento Local no sector do Turismo'', no dia 1 de Março, foi disso exemplo, tendo o vice-presidente da câmara, João Teixeira Leite, aproveitado para referir que o município tem dois programas de incentivo ao investimento - Via Expresso Jovem e Via Expresso Investidor (VEI) - cujas candidaturas podem ser submetidas no Portal do Investidor (https://portalinvestidor.santarem.pt), ou junto do Gabinete de Apoio ao Investidor da autarquia.

O Via Expresso Jovem pretende incentivar os jovens a serem empreendedores, e simultaneamente fomentar o aumento da criação de postos de trabalho. Os benefícios para as candidaturas aprovadas são: redução até 50% nas taxas de licenciamento; prioridade no encaminhamento de processos; encaminhamento para sistemas de incentivos e apoio técnico personalizado.

Já o Via Expresso Investidor visa captar investimento para o concelho de Santarém que promova o desenvolvimento económico e a criação de emprego. As candidaturas aprovadas beneficiam das seguintes medidas: redução nas taxas camarárias de 20%, após deliberação camarária; redução acrescida de 5% nas taxas camarárias, caso crie 6 ou mais postos de trabalho; redução acrescida de 5% nas taxas camarárias, no caso de o empresário criar o seu emprego e se tratar de desempregado de longa duração, inscrito no IEFP; priorização no encaminhamento do processo, com aposição do carimbo “via expresso investidor”; e encaminhamento para sistemas de incentivos e apoio técnico personalizado.

A mesa redonda foi moderada por Maria João Botelho, coordenadora da Associação para a Promoção do Desenvolvimento Rural do Ribatejo (APRODER), e juntou João Teixeira Leite, Miguel Mendes, da Direcção de Competitividade das Empresas do Turismo de Portugal, e Eva Henriques, do Gabinete de Apoio ao Investimento e ao Empresário da Entidade Regional de Turismo Alentejo e Ribatejo.

No debate, foram ainda abordados outros apoios de âmbito nacional e internacional que permitem aos empreendedores alavancarem os seus negócios com a ampliação, remodelação e modernização através de programas de incentivos.

FOTOS – CM Santarém

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo