Economia | 09-07-2024 09:06

Empresários promovem jantar de homenagem ao ex-ministro António Costa e Silva

Empresários promovem jantar de homenagem ao ex-ministro António Costa e Silva
António Costa e Silva trocando número de telemóvel com Manuel S. Fonseca, o editor da Guerra & Paz.

Um grupo de cerca de 40 empresários reuniram-se na Póvoa de Santa Iria, na passada quinta-feira, dia 4 de julho, num jantar de homenagem ao ex-ministro da Economia e do Mar, António da Costa e Silva. Num jantar onde o presidente da AIP, José Eduardo Carvalho foi o único orador, foram realçadas as qualidades pessoais e profissionais de António da Costa e Silva, assim como a sua história de vida que fazem dele uma figura grata na vida política portuguesa, embora a sua condição de não filiado partidariamente.

O jantar contou com empresários das maiores empresas portuguesas, mas também com outros que representavam a pequena economia do país. José Eduardo Carvalho justificou o jantar como um gesto de gratidão pelo espírito de colaboração do ex-ministro dizendo que se o Governo não tem ficado pelo caminho, certamente que o país só tinha a ganhar com a sabedoria, o empenho e a cooperação de António Costa e Silva enquanto ministro da Economia e do Mar. José Eduardo Carvalho confessou que poucas vezes na vida encontrou uma pessoa tão cooperante num governo, com uma grande disponibilidade para trabalhar, que teria dado grandes resultados se o governo de António Costa não tivesse caído. Pelo meio realçou a coragem e a abnegação de António Costa e Silva, recordando que na sua juventude o ex-ministro foi preso político em Angola, o país onde nasceu, tendo sido alvo de tortura, situação que quase lhe custou a vida, e atribuiu a sua coragem e sentido de missão à vida dificil que levou nesses tempos de prisão e tortura.

António Costa e Silva agradeceu a homenagem no final do jantar e num discurso curto, mas afirmativo, realçou que Portugal é um dos países mais seguros do mundo, mas que os portugueses só sabem dar voz à desgraça. Falou ainda daquilo que são as grandes potencialidades do país a nível industrial, e do lado menos positivo que é a burocracia, que impede que sejamos um país próspero, justo e moderno. Criticou ainda a União Europeia por não ter uma política global sobre energia, referindo que ainda há poucos anos dava conferências criticando o facto da Europa estar tão dependente da Rússia, e que nessa altura quase era expulso das salas com a contestação às suas ideias e previsões.

Sobre a sua forma de estar na vida, confirmou que é uma pessoa positiva, que considera a vida preciosa, e que vive todos os dias a pensar como há-de acrescentar coisas boas à sua vida e de todos os que o rodeiam.

Currículo resumido de António Costa e Silva

António Costa Silva nasceu em Angola, em 1952, e elaborou, em 2020, a Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030 tendo presidido à Comissão Nacional de Acompanhamento do Programa de Recuperação e Resiliência desde maio de 2021.

Foi presidente da Comissão Executiva da Partex, entre 2004 e 2021.

Foi diretor de Engenharia de Reservatórios e de Produção no Beicip-Franlab, ramo empresarial do Instituto Francês de Petróleos (Paris, 2001-2003) e diretor executivo da Compagnie Géneral de Geophysique em Portugal (1998-2001). Iniciou a sua carreira profissional em 1980, na Sonangol (Angola), e de 1984 a 1997 exerceu a sua atividade na Companhia Portuguesa de Serviços.

Ao longo da sua carreira, foi responsável pela coordenação de vários projetos internacionais de energia, em particular no Médio Oriente, Argélia, México, Venezuela, Rússia, Irão, Arábia Saudita, Brasil e Angola.

Foi selecionado, em 2002, pelo Tribunal Internacional da Câmara de Comércio de Estocolmo, como perito encarregado de resolver a disputa jurídica e técnica entre duas das maiores companhias de petróleo do mundo, num campo ao largo do mar da China.

Foi, a partir de 2018, membro do Conselho de Curadores da Universidade de Aveiro, presidente do Conselho de Combustíveis da ERSE, membro do Conselho Consultivo da Fundação Calouste Gulbenkian e Presidente do Advisory Board da Water Initiative da Universidade Católica de Lisboa.

Foi membro do Conselho de Curadores do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e do Conselho Consultivo do Programa Gulbenkian para a Ajuda ao Desenvolvimento.

Participou como orador convidado em conferências internacionais sobre estratégia, energia e geopolítica e é autor de diversas publicações e artigos nas áreas da energia, estratégia, geopolítica e relações internacionais.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo