Especiais | 03-06-2023 10:00

Escola Superior Agrária de Santarém com oferta formativa consolidada

Escola Superior Agrária de Santarém com oferta formativa consolidada
ESPECIAL FEIRA DA AGRICULTURA
Margarida Oliveira*. FotoDR

Ofertas Incluem cursos Técnicos Superiores Profissionais, Licenciatura e Mestrados, nas áreas das ciências agrárias e veterinárias, tecnologia alimentar e biotecnologia.

O ensino superior encontra-se numa fase de mudança. Os desafios que se colocam exigem uma flexibilidade do modelo de ensino-aprendizagem e uma aproximação territorial forte. As metodologias que estimulam a criatividade e espírito crítico dos estudantes são coerentes com o perfil de estudante do século XXI e, como tal, têm que ser valorizadas. Queremos preparar profissionais que reúnam um conjunto de competências e valores para uma vida profissional de excelência.
É neste contexto que a Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS) tem vindo a implementar uma estratégia de crescimento sustentado assente na criação de uma oferta formativa consolidada e numa perspetiva de fileira: os cursos Técnicos Superiores Profissionais, Licenciatura e Mestrados, nas áreas das ciências agrárias e veterinárias, tecnologia alimentar e biotecnologia.
Também os cursos pós-graduados, não conferentes de grau, constituem uma oportunidade de capacitação de adultos, desenhadas com os agentes do território, reforçando as redes de cooperação institucional e permitindo o upskill de competências de diplomados.
No que respeita à atividade científica, a ESAS tem focado a sua intervenção na inovação e desenvolvimento no setor produtivo, contribuíndo para solucionar necessidades reais do tecido empresarial da região, reforçando e valorizando o impacto dos institutos politécnicos na coesão e desenvolvimento regional.
Neste momento, encontram-se em curso projetos de investigação em copromoção com entidades de ensino superior e investigação, entidades empresariais e de transferência de tecnologia, com um investimento para a ESAS de 1.320.000 euros, no último ano.
Os resultados da investigação só têm efeito quando são aplicados na sociedade. Estes projetos visam desenvolver soluções integradas de bioeconomia para a mobilização da cadeia agroalimentar (BIOMA), estimular o desenvolvimento económico, ambiental e social dos territórios rurais, aliando a introdução de proteína sustentável à Dieta Mediterrânica (SPIN), promover a sustentabilidade da atividade agrícola suportada por processos e tecnologias inteligentes (Pegada 4.0), promover práticas sustentáveis em sistemas agrícolas com impacto nos territórios (RedeSusTERRA), bem como adaptar os sistemas produtivos em contexto de alterações climáticas, aumentando a sua resiliência (SoilLife1st e CRIKIT).
No âmbito destes projetos foram ainda dinamizados campos de demonstração Test before Invest, onde as empresas podem testar e validar tecnologia e processos, antes de os implementarem nas suas explorações. Este contexto de inovação tem permitido à ESAS apoiar os seus estudantes, a nível técnico e científico, na execução de projetos de inovação e empreendedorismo, disponibilizando ainda as suas instalações para a fixação de start-ups. Estamos certos de que este será o rumo para mais 135 anos de ESAS!
*Sub-directora da ESAS.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo