Especiais | 07-07-2023 21:00

Importância das tecnologias no feminino debatida em Tomar

Importância das tecnologias no feminino debatida em Tomar
ESPECIAL ENSINO
Instituto Politécnico de Tomar foi palco do evento “Liberta a tua CriaTividade com a Tecnologia” onde foi apresentado o projecto SparkDigiGirls

O evento “Liberta a tua CriaTIvidade com a Tecnologia” realizou-se no Politécnico de Tomar, onde foi apresentado o projecto SparkDigiGirls que visa incentivar as alunas a estudar as STEM (ciências, tecnologias, engenharias e matemáticas), uma área dominada por homens.

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) recebeu o evento “Liberta a tua CriaTIvidade com a Tecnologia”, a 30 de Junho, uma iniciativa organizada pelo Laboratório de Inovação Pedagógica e Educação a Distância (LIED), onde apresentaram o projecto “Empower Girls Creativity Through Use of Digital Technologies (SparkDigiGirls)”, que visa incentivar as raparigas a estudar as tecnologias digitais como a realidade aumentada, realidade virtual e a inteligência virtual, áreas que são dominadas pelos homens. O projecto, finalista no European Digital Skills Awards 2023, é desenvolvido no âmbito do programa ERASMUS+, financiado pela União Europeia, e implementado em Portugal, Lituânia, Grécia e Eslovénia.
A Honeypot realizou um inquérito na União Europeia sobre a participação das mulheres na tecnologia, em 2018, e detectou que menos de 25% da população que trabalha nesta área é do género feminino. Face a este problema criado por estereótipos sociais, de modo a atingir a igualdade de género na área das STEM e construir equipas equilibradas num mundo cada vez mais digital, surgiu a necessidade de intervir e dar a conhecer às alunas as diferentes áreas da tecnologia, que não são apenas programação de forma a incentivá-las a seguir essa via.
O SparkDigiGirls começou por analisar o problema, em 2021, e de seguida desenvolveu um currículo para um curso online sob a forma de 16 desafios para que as alunas aprendessem tecnologia de uma forma simples e divertida. Cada desafio contém um guia didáctico e estão disponíveis uma série de vídeos com a explicação das ferramentas que permitem resolver o desafio. No final são feitos questionários para avaliar os conhecimentos das participantes. Os desafios foram realizados em colaboração com o Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, onde participaram 11 mentores e 54 alunas durante dois meses de formação online, sendo que apenas 12,2% dos desafios foram concluídos devido à desistência da maioria das alunas.
Ana Rita Pereira e Diana Mendes foram duas das alunas que completaram os desafios e tiveram a oportunidade de ir à Eslovénia conviver com as participantes de outros países para desenvolverem um curso designado “Spark IT up” com vários desafios. As alunas confessam que foi uma experiência muito gratificante e que aprenderam sobre tecnologias, ferramentas e plataformas que desconheciam mas que vão ser uma mais valia no futuro.
Na mesa redonda realizada em Tomar, moderada por Paula Almeida, professora do IPT, participaram Célio Gonçalo Marques, coordenador nacional do projecto SparkDigiGirls e director do LIED, António Manso, investigador do projecto, Luís Colaço, mentor do projecto e docente do Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria (AENSM) e duas alunas participantes, Ana Rita Pereira e Diana Mendes.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo