Especiais | 13-06-2024 11:00

Um homem do desporto e da família

Um homem do desporto e da família
GUIA AUTARCAS E AUTARQUIAS
Manuel Valamatos abraçou o desafio da presidência da Câmara de Abrantes sem receio da mudança ou do confronto com as forças da oposição

Presidente da Câmara Municipal de Abrantes – Manuel Jorge Valamatos (PS)

Manuel Jorge Valamatos trouxe para a política em Abrantes um entusiasmo que há muito não existia. Gosta de tratar todos os assuntos por “tu” e de ser um político próximo do povo. Enérgico, polémico, frontal e decidido são algumas das características que marcam o seu percurso de duas décadas na Câmara Municipal de Abrantes, tendo assumido a presidência do município a 19 de Fevereiro de 2019, sucedendo a Maria do Céu Antunes que foi ministra da Agricultura nos últimos dois governos de António Costa.
Nos primeiros tempos como líder máximo da autarquia, Manuel Valamatos deixou clara a sua posição: “Não contem comigo para fazer política suja (…) estou cá para fazer política a sério e sem populismos”, afirmou numa das suas primeiras entrevistas a O MIRANTE. Desde essa altura que Manuel Valamatos continua a ser um político sem vaidosismos, pragmático e que não se deixa levar em cantigas, mesmo que essa postura lhe traga alguns confrontos mais acesos com outros autarcas ou até mesmo com munícipes.
Manuel Jorge Séneca da Luz Valamatos dos Reis nasceu em Tramagal, na casa dos pais, que eram professores, em 1965. Já residiu em várias freguesias do concelho, nomeadamente Vale das Mós e Rossio ao Sul do Tejo, onde passou a morar por volta da década de vida, tendo crescido e constituído família na freguesia. Paula César, sua companheira de vida, tem desempenhado um papel fundamental no trajecto político de Manuel Valamatos, nomeadamente por, como afirma sem pejo o autarca, ser uma mãe extraordinária que o substituiu na perfeição na educação dos seus filhos, José Pedro e João Pedro.
Para Manuel Valamatos os municípios devem servir as pessoas e não lhes dificultar a vida. É com este propósito que está como presidente de câmara, assumindo, no entanto, que não está agarrado ao cargo e que o estatuto que conquistou nunca o impediu de ser um homem livre no pensamento e nas acções. O presidente de todos os abrantinos, como gosta de ser apresentado, assume que um líder só o é verdadeiramente quando consegue reunir uma equipa à sua volta que lute pelos mesmos objectivos. Esta postura a muito se deve aos tempos em que jogou futebol e futsal, onde o espírito de equipa se revelou fundamental para levar uma missão adiante, sem desprezar nunca a ética e a humanidade.
A maior parte da população de Abrantes continua a chamar-lhe Néo, alcunha atribuída por um dos seus dois irmãos, pela qual diz ter orgulho em ser tratado e que também fez parte do seu percurso como professor de Educação Física, atleta e dirigente associativo. Ser professor de Educação Física era a “única coisa que queria era ser”, uma ideia fixa. Depois de muitos anos a dar aulas, Manuel Valamatos diz sentir orgulho por ter contribuído para a formação e desenvolvimento pessoal de muitos jovens. O mesmo orgulho que sente por, enquanto treinador do Benfica de Abrantes, ter subido ao campeonato nacional com a equipa de iniciados.

Acabar com os desequilíbrios sociais
Disciplinado e com uma grande capacidade de trabalho, Manuel Valamatos não esconde também o orgulho pelo rumo que a sua equipa tem traçado para o concelho. Muito do que sabe de gestão autárquica aprendeu quando fez parte das equipas de dois presidentes de câmara e também enquanto administrador nos Serviços Municipalizados de Abrantes, cargo que ainda ocupa. Embora o seu currículo lhe possa permitir alguma soberba, Manuel Valamatos reconhece que ainda tem muito para aprender, até porque, nas suas palavras, “não se estuda para ser presidente de câmara, temos de ir aprendendo”.
A aquisição do Cine-Teatro São Pedro e a decisão de transformar o antigo mercado semanal em pavilhão multiusos foram algumas das medidas que tomou sem medo de criar polémica, como acabou por acontecer. Mas as decisões importantes não se ficaram por aqui: desbloqueou assuntos que estavam parados e deu andamento a importantes obras como o Museu Ibérico de Arqueologia e Arte, o Museu Charters de Almeida, o Colégio de Nossa Senhora de Fátima, o espaço para os mercados e feiras, entre outras.
Manuel Jorge Valamatos diz que vai continuar a ser um político que gosta de andar na rua, de falar com as pessoas sobre os seus problemas sem fugir ao confronto, e promete continuar a lutar para concretizar os objectivos traçados mantendo o seu estilo próprio, mas nunca abdicando da capacidade de diálogo e bom-senso. Se lhe perguntarem qual a grande ambição até terminar a sua jornada como presidente da Câmara Municipal de Abrantes, a resposta é dada no momento: “acabar com os desequilíbrios sociais”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo