Especiais | 14-06-2024 10:00

Em Almeirim as escolas e crianças são uma das primeiras prioridades

Em Almeirim as escolas e crianças são uma das primeiras prioridades
ESPECIAL ALMEIRIM
Anabela Catalão

Class20 de Anabela Catalão está em actividade há dezoito anos, acompanhando crianças no apoio ao estudo e preparação para testes e exames.

Anabela Catalão, professora, formadora e directora pedagógica do CATL (Centro de Actividades de Tempos Livres) Class20, em Almeirim, gostava de ver aprovada uma nova legislação, mais adequada à realidade, que permitisse um olhar mais flexível para os equipamentos como o seu, tendo em atenção a sua configuração e o seu projecto educativo.
“Nunca me passou pela cabeça desenvolver um projecto educativo, onde crianças de várias idades possam concentrar-se para estudar, aprender e conviver num espaço comum, numa sala única. As crianças têm, cada vez mais, menor capacidade de concentração, menos foco e interesse nos actuais modelos de aprendizagem e têm ritmos de aprendizagem, interesses e gostos diferentes. Por isso mesmo, na escola, encontram-se categorizadas por idades”, sublinha.
No Class20 as crianças são agrupadas por idades ou por anos escolares, por grupos de interesse, por actividades ou por projectos. E cada grupo tem a sua sala e o seu professor.
No entanto, como explica Anabela Catalão, aquela categorização não é muito compatível com a legislação em vigor, cuja capacidade corresponde ao número de crianças, independentemente das idades num espaço amplo, para todo o grupo. “O espaço, embora com a mesma dimensão, sendo compartimentado, reduz a capacidade de utentes neste tipo de equipamento, o que condiciona as respostas às famílias”, daí o desejo de nova legislação.
Sediado no coração da cidade de Almeirim, junto à Escola Febo Moniz, o CATL Class20 está em actividade há 18 anos e conta com uma equipa multidisciplinar, proactiva, empenhada e muito dedicada. Acompanha crianças dos 6 aos 14 anos quer no apoio ao estudo e preparação para testes e exames, quer no desenvolvimento de actividades lúdicas e pedagógicas, que decorrem nos períodos de férias ou diariamente após o estudo. Funciona das 08h00 às 19h30, fornece alimentação e transporte e procura gerir, não só o apoio escolar, mas também emoções, conflitos e dificuldades, colaborando, desta forma, com as famílias para que as suas vidas sejam mais tranquilas e facilitadas. Anualmente, promove ainda, acampamentos, visitas e passeios, constituindo marcos importantes na vida das crianças.
Com as festas da cidade a começar, Anabela Catalão considera que as mesmas, a par de outras iniciativas que ocorrem regularmente em Almeirim, promovem a coesão social e servem para preservar muitas das tradições locais. “As festas são um ponto de encontro de gerações, de nacionalidades, com um denominador comum, conviver e divertir, cujo resultado é muito positivo para enfrentar os desafios do dia a dia e para mitigar as consequências dos conflitos mundiais que afectam indirectamente todas as pessoas quer sejam adultos ou crianças”.
Sobre o desempenho da Câmara Municipal de Almeirim, liderada pelo presidente, Pedro Ribeiro, realça a “estratégia inteligente e dinâmica de pendor social, cultural, industrial e de reconhecida modernidade” e, como cidadã ligada à educação olha de forma particular para a educação. “Vejo as escolas e as crianças menos favorecidas e protegidas como prioridades, seguindo-se a saúde e a segurança de pessoas e bens, tratando-se de matérias frágeis que devem ser intervencionadas rapidamente”.
Como muitos outros concidadãos, considera que a conclusão do IC3, entre Almeirim e o Nó da Atalaia da A23, que tem vindo a ser esquecida pelo poder central, deveria entrar na lista de prioridades a nível de investimentos.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo