Especiais | 16-06-2024 07:00

Restaurante Voltar ao Cais aberto pela primeira vez durante as festas de Alhandra

Restaurante Voltar ao Cais aberto pela primeira vez durante as festas de Alhandra
ESPECIAL ALHANDRA
Voltar ao Cais é uma referência na restauração do concelho de Vila Franca de Xira

Gastronomia com base em produtos genuinamente locais.

Aberto há dezassete anos em Alhandra, a funcionar com uma equipa estável de vinte pessoas e clientes que chegam de todo o país, o restaurante Voltar ao Cais é uma referência pela qualidade do atendimento e pela variedade da sua gastronomia. E só não é melhor porque muitas ideias e projectos são travados seja por burocracias, licenciamentos complexos ou impostos.
Dina Mendes, que partilha a gerência com o marido, Marco Ascensão, dá um exemplo. “Temos a parte da esplanada que gostaríamos de ter a funcionar o ano inteiro, mas falta uma série de aprovações porque se trata de um espaço público, mas temos obras previstas para breve”, refere.
Este ano é o primeiro em que o restaurante vai viver as festas porque normalmente fecha para férias em Junho. “Excepcionalmente não vamos fechar e estamos com alguma expectativa”, confessa Dina Mendes.
“Fechamos tradicionalmente em Junho porque é o mês dos Santos Populares e o restaurante tem menos actividade”, justifica, ao mesmo tempo que lamenta que não lhes chegue mais informação atempada de todas as iniciativas que se realizam na zona. “Algumas coisas só sabemos através dos clientes”, sublinha.
Localizado na Avenida Major José Joaquim de Paiva, 55, o restaurante Voltar ao Cais não fica num sítio de passagem mas, curiosamente, recebe novos clientes que ali vão propositadamente.
Em termos gastronómicos são privilegiados os produtos da zona, nomeadamente do Tejo, enguias, linguados, camarão do rio. E também carne de touro e outros produtos das lezírias, como o arroz.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo