Entrevista | 29-10-2019 10:00

António Carlos Santana Rodrigues

António Carlos Santana Rodrigues
AGORA FALO EU

Responsável de armazém de fitofarmacêuticos na empresa Borrego Leonor e Irmão Lda., 59 anos, Almeirim

Gosta de conduzir? Já teve que soprar o balão?

Gosto de conduzir. Já tenho carta há algum tempo e já me aconteceu ter de soprar o balão.

Alguma vez teve de mudar um pneu do carro?

Já. Por vezes não é uma tarefa fácil porque alguns parafusos estão muito colados.

Qual é a pior coisa que lhe podem fazer?

Detesto que me mintam. Isso desacredita a pessoa que o faz e fica difícil voltar a confiar nela.

Custa-lhe levantar-se de manhã para ir trabalhar?

Levantar-me cedo não é problema porque gosto do trabalho que faço.

É aficionado?

Não gosto de touradas.

Qual é o seu truque para manter a calma perante um imprevisto?

Para manter a calma perante um imprevisto é tentar raciocinar. Se pensarmos um pouco sobre a situação sempre encontramos uma solução.

Quantos verdadeiros amigos acha que tem?

Tenho cinco ou seis verdadeiros amigos. Não são muitos mas são bons.

Fazem falta mais mulheres na política?

Sim, uma visão feminina é sempre positiva.

Se vir alguém deitar lixo para o chão diz-lhe alguma coisa?

Se vir alguém deitar lixo para o chão não lhe digo nada porque não tenho por hábito dialogar com a falta de civismo.

Qual a tradição que nunca podemos deixar morrer?

Educação e respeito pelo próximo. Hoje em dia isso falta a muita gente.

A instalação de câmaras de vídeo é uma boa maneira de combater a criminalidade?

A instalação de câmaras de videovigilância ajuda muito a combater a criminalidade. Os criminosos pensam duas vezes ao saberem que podem ser identificados.

Fecha a água enquanto escova os dentes ou quando se ensaboa no banho?

Sim, é um pequeno gesto que não custa nada e que ajuda a nossa carteira e o ambiente.

Qual acha que é o seu maior defeito?

As pessoas estão sempre a dizer-me que sou muito teimoso.

Existe algum animal que gostasse de ter e não pode?

Gostava muito de ter um cavalo mas não o posso ter porque o custo de o manter em condições dignas para o animal seria muito elevado.

Qual é o objecto que nunca fica em casa?

Nunca deixo os óculos em casa porque não consigo andar sem eles.

Gosta de comemorar o seu aniversário?

Não comemoro os meus aniversários. É uma data que não tem interesse para mim.

Quando chega o Outono o chapéu-de-chuva é um objecto que o acompanha?

Não, não tenho esse hábito.

A que petisco não resiste?

Não resisto a lagosta. Gosto imenso. É pena não poder comer mais vezes.

À mesa, branco ou tinto?

Branco. Gosto mais de vinho branco. Não o dispenso às refeições.

Costuma dar dinheiro a mendigos na rua?

De vez em quando. Gosto de ajudar.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Médio Tejo