Entrevista | 04-11-2019 12:30

“Sou um apaixonado pelo que faço todos os dias”

“Sou um apaixonado pelo que faço todos os dias”
IDENTIDADE PROFISSIONAL

Miguel Agostinho é arquitecto paisagista na Hortus Ecodesign.

A empresa que fundou em 2017 é já um nome forte do mercado da região, operando nas áreas do paisagismo, regas, jardins, construções de espaços exteriores e ambiente.

Ser um apaixonado pelo trabalho que se desenvolve é meio caminho andado para ter sucesso nos negócios. A ideia é transmitida por Miguel Agostinho, arquitecto paisagista que fundou a Hortus Ecodesign no Porto Alto. “Sem se gostar do que se faz e sem trabalhar com paixão não nos conseguimos diferenciar dos demais. Para mim isto não é apenas mais um trabalho, é ‘o’ trabalho”, conta a O MIRANTE.

A empresa que fundou em 2017 é já um nome forte no mercado da região, operando nas áreas do paisagismo, regas, jardins, construções de espaços exteriores e ambiente. Tem 38 anos e é natural de Vila Franca de Xira. Todo o seu percurso profissional esteve sempre ligado à área dos espaços verdes e jardins. O pai tinha uma empresa desse ramo em Vila Franca de Xira e Miguel ocupava as férias de Verão a ajudar nas manutenções dos jardins.

“Nunca tive uma outra fonte de rendimento que não fosse ligada aos jardins. Quando era pequeno tinha o sonho de ser agricultor e é um sonho que não está posto de parte, talvez um dia o possa concretizar, mas por agora sou muito feliz a fazer este trabalho”, explica Miguel Agostinho.

O empresário licenciou-se em arquitectura paisagística. “O culpado por gostar desta área é o meu pai. Ainda tive outras experiências em empresas ligadas a este ramo, fui director para Portugal de uma empresa espanhola de espaços verdes, saí e arrisquei avançar por minha conta”, explica.

A Hortus Ecodesign dedica-se a projectos e obras de arquitectura paisagística e sistemas de rega. Fundamentalmente, tudo o que são espaços exteriores de empresas e casas particulares, como jardins ou parques urbanos, bem como criação e manutenção de sistemas de rega. A empresa trabalha também com diversos municípios.

O desafio da McDonald’s

Miguel Agostinho confessa que o grande salto no percurso da empresa foi dado com a recente colaboração com a cadeia de restaurantes McDonald’s, onde diz ter tido “o privilégio” de projectar e construir os jardins e espaços exteriores de vários restaurantes daquela cadeia em Portugal.

O seu último trabalho foi no McDonald’s da sua terra natal. “Tive a felicidade de ser convidado pela McDonald’s para poder desenvolver a parte de projectos de arquitectura paisagística de vários restaurantes e já estamos a tratar de alguns que vão abrir. É um grande desafio e do qual estamos a gostar bastante”, explica a O MIRANTE.

O compromisso com o cliente é o principal valor de Miguel Agostinho. Além do serviço completo a empresa aposta forte na inovação como, por exemplo, em sistemas de rega subterrâneos como os que foram implantados recentemente no McDonald’s de Vila Franca de Xira.

“Sinto-me bem nesta área, sei o que faço e o que preciso de fazer para me manter no negócio. Ainda é possível seguir os sonhos. Há espaço para empreendedores. O difícil é encontrar pessoal qualificado para manter uma estrutura de pé e conseguir crescer para dar resposta a outros serviços”, confessa.

Integridade, honestidade, cumprimento de prazos e compromisso com o cliente são outros valores de que o empresário não prescinde. “Um cliente não é apenas para uma ocasião, é para se manter connosco. E isso só é possível com empenho permanente e sempre oferecendo qualidade no serviço”, conclui Miguel Agostinho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Médio Tejo

    Cavaleiro Andante