Entrevista | 23-07-2022 17:59

Patrícia Pinto

Patrícia Pinto

Gestora de clientes empresariais, Agência de Seguros Feliciano, Lda.
30 anos, Póvoa Santa Iria

Como é um dia bem passado?
Sem dúvida na companhia das pessoas que mais gosto.
Alguma vez sentiu orgulho em ser cidadã europeia?
Sim, claro, principalmente nesta época em que vivemos, de conflito, em que estamos a apoiar outros países.
Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer?
É um bom ditado popular, mas nem sempre consigo cumpri-lo.
O que gostava de fazer e não faz para não cair no ridículo?
Até agora tenho feito aquilo que quero sem ter receio de cair no ridículo.
Alguma vez assistiu a uma tourada ao vivo?
Não, não tenho interesse.
Lê as notícias em jornais ou prefere a Internet?
Prefiro a Internet, é mais prático e está acessível facilmente.
Costuma dar dinheiro a mendigos na rua?
Nem sempre dou a pedintes, prefiro dirigir-me com a pessoa ao café ou supermercado mais próximo e comprar comida para dar-lhe.
É adepta de algum clube? Qual foi a maior “loucura” que fez pelo seu clube?
Aprecio futebol, vejo com regularidade e apoio o meu clube de coração, mas não sou fanática.
Estamos na era do digital, acha que facilita a vida das pessoas o facto de estarmos “sempre ligados e contactáveis”?
A nível profissional é cada vez mais fundamental. Na minha vida privada tenho vindo a aprender a “desligar’’.
Se pudesse ter um super poder qual escolheria?
Gostava de ser uma viajante do tempo para poder conhecer outras épocas e culturas do passado e do futuro.
Que estação do ano prefere?
Verão.
Costuma assistir a concertos de Verão?
Sim, tenho por hábito ir a festivais de Verão.
Se o Pai Natal lhe desse a escolher um presente para oferecer à cidade da Póvoa de Santa Iria o que escolhia?
Com 30 anos já não tenho idade para acreditar no Pai Natal, contudo escolhia estacionamento pois é algo que faz muita falta à freguesia.
Era capaz de dar 300 euros por uns sapatos?
Confesso que sou uma apaixonada por sapatos, mas acho um valor exorbitante.
Alguma vez se sentiu esmagada pela beleza de alguém ou de alguma coisa?
Senti-me esmagada pela beleza e pela imponência do Vaticano.
Quem gostaria de ser se não fosse quem é?
Não escolheria ser quem não sou. Tenho muito orgulho na pessoa que me tornei.
Em quantas localidades viveu até agora desde que nasceu?
Apenas vivi em Vialonga, é uma boa freguesia.
Tenta aproveitar as promoções dos supermercados ou não liga e compra o que precisa?
Aproveito as promoções para fazer compras, mas tento sempre ter em atenção a evolução dos preços pois nem sempre estão tão em conta como se aparenta.
O voto devia ser obrigatório?
Ao tornar o voto obrigatório estaríamos a mexer com os direitos que foram conquistados ao longo dos anos. No entanto penso que poderia influenciar o estado actual do país.
Qual foi a melhor viagem (ou passeio) que fez até hoje?
O destino não importa quando se vai na companhia de alguém agradável, mas gostei muito de Verona, em Itália e recomendo.
Quem lhe contava histórias quando era criança?
A minha mãe.
Gosta de grandes reuniões familiares?
Bastante! Gosto imenso daqueles almoços que terminam depois do jantar.
Quais as personagens históricas que mais despreza?
Atendendo ao que se passa na actualidade Putin vai tornar-se uma dessas personagens.
Há alguma coisa pela qual ainda valha a pena lutar até à morte se necessário for?
Vale sempre a pena lutar até à morte pelo que nos faz sentido e acreditamos.
Alguma vez deu sangue?
Não.
Se vir alguém deitar lixo para o chão diz-lhe alguma coisa?
Não tenho por hábito pois tenho receio de uma má reacção por parte da outra pessoa.
Quais as qualidades que mais aprecia numa pessoa?
Sinceridade e bondade.
Fecha a água enquanto escova os dentes ou quando se ensaboa no banho?
Confesso que nem sempre me lembro de o fazer.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo