Entrevista | 23-11-2022 21:00

Eva Ferreira

Eva Ferreira
AGORA FALO EU
Eva Ferreira

Directora de Recursos Humanos35 anos, Work Permit, Lda - Santarém

Se pudesse qual era o personagem de ficção que gostava de encarnar?

Lara Croft, do filme ‘Tomb Raider’. Sou fã desde miúda.

Qualquer mês é bom para ter férias ou as férias só fazem sentido no Verão?

Qualquer mês é bom para férias, seja dentro ou fora de Portugal.

Colecciona alguma coisa?

É algo que faço pouco. A única colecção que tenho é de marcadores de livros.

Tem animais de estimação?

Tenho um aquário com peixes. Gostava de ter cães também, mas é difícil em apartamento. Os animais de estimação são uma companhia que temos em casa, seja de que tipo forem.

Como é um dia perfeito?

A passear, de preferência perto do mar, ir a um bom restaurante com boa comida e dar umas boas gargalhadas.

O que gostava de ver mudado no sítio onde mora?

Gostava que fossem criados mais espaços de lazer. A cidade onde vivo até é completa em várias áreas.

Dos tempos de infância, há algum hábito que conserve ou gostasse de conservar?

Aproveitar os momentos, sem influência do stress e sem as preocupações de ser adulta.

Consegue desligar do trabalho quando...

Estou a ler um livro.

Um jardim perfeito para si tem mais árvores ou flores?

Para ser perfeito tem de ter ambos, flores e árvores. E as flores quanto mais coloridas melhor.

Gosta de surpresas?

Sim, gosto de ser surpreendida, seja por quem for.

Qual foi a sua maior extravagância?

Ir ao Porto só para almoçar. E valeu mesmo a pena.

Pratica algum desporto?

Vou ao ginásio duas vezes por semana, no mínimo. Mas fiz natação durante muitos anos. É importante mantermo-nos activos.

Se estivesse no poder qual era a sua primeira intervenção?

Acabar com as discussões infindáveis sobre coisas menos importantes para nos focarmos na sustentabilidade do país e no que realmente conta para a qualidade de vida dos portugueses.

Qual seria a sua viagem de sonho?

Adorava ir às Maldivas.

Para si a guerra na Ucrânia é uma preocupação?

Sim e muito grande. Desde que começou a guerra muitas coisas mudaram. E a pior parte, é ninguém saber quando acaba. Foi algo que mudou a vida de todos, em especial na Europa.

Se tivesse que mudar de profissão o que gostava de fazer?

Algo com animais de companhia. Adoro cães, por exemplo, e para mim, são como terapia.

Há alguma coisa que considere importante fazer até à idade da reforma?

Viver a vida ao máximo como se não houvesse amanhã. E efectivamente nunca sabemos se o amanhã existe.

Qual é a sua estação do ano preferida?

A Primavera porque as flores ficam mais bonitas e coloridas. É aquela estação do ano em que nem faz calor nem frio.

Se tivesse que escolher uma época da História para passar um ano da sua vida qual seria?

Não há nenhuma em particular que me impressione a esse ponto.

Sendo obrigada a mudar de país qual seria o território de eleição?

Havai, sem dúvida. Adoro a energia daquelas ilhas, tal como os hábitos culturais.

Qual é a data festiva a que dá mais importância?

O Natal porque é a época de juntar a família toda. Além disso, é aquela altura do ano onde tudo está iluminado e decorado.

O que é que lhe causa grande ansiedade?

O futuro do nosso país, em especial, das crianças e jovens. Além da pandemia que atravessámos agora estamos todos a ter consequências de uma guerra que não sabemos o que vai dar.

Nos tempos livres como prefere ‘recarregar’ baterias?

Dar um passeio e ver o mar. É muito reconfortante.

Consegue viver sem música? Qual é a sua preferida?

Não, para mim é completamente impensável. Gosto de todo o tipo de música.

Gosta de cozinhar?

Nem por isso, mas é algo necessário.

Quando convida amigos o que é que não pode faltar?

Boa disposição, boa comida e música. Fica perfeito.

Praia ou piscina?

Gosto de ambos, mas talvez a praia seja a eleita. Gosto do barulho das ondas e da envolvente da praia. Estar deitada na areia e ouvir as ondas a bater é muito bom.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo