Agora Falo Eu | 14-12-2022 18:00

Sandra Neves

Sandra Neves
Sandra Neves. fotoDR

Empregada de loja na Alcides Catroga Frutaria do Produtor27 anos, Alpiarça

A que petisco não resiste?
Camarão e sushi. São sabores diferentes do habitual. Especialmente o sushi, que se distancia mais dos sabores tradicionais portugueses. Têm o encanto adicional de estarem associados a datas de celebração e para mim são mesmo irresistíveis.
Era capaz de se tornar vegetariana?
Julgo que sim. A maior parte das minhas preferências na alimentação recaem sobre legumes e leguminosas e sou capaz de fazer refeições à base de alface, que é a minha verdura preferida. Em regra, dispenso carnes vermelhas. Não prescindo de uma boa sopa e frutas.
Qual o alimento que não comia nem que lhe pagassem?
Do que me lembro logo são insectos!
Sabe cozinhar? Qual é a sua especialidade?
Sei cozinhar e gosto muito de o fazer. Gosto de diversificar, reinventar e criar as minhas próprias receitas. Bacalhau com natas é um dos pratos que confecciono mais apreciado por todos.
Quando convida amigos para jantar escolhe sempre vinhos do Ribatejo? Ou tem outras preferências?
A nossa vida raramente nos permite organizar jantares e almoços para amigos. Tentamos compensar apenas com a família. De qualquer forma, a minha bebida preferida, por incrível que pareça, é água!
Costuma correr ou caminhar pelas ruas em grupo?
Julgo tratar-se mais de uma moda. Pessoalmente não gosto de correr, mas adoro fazer caminhadas. Se pudesse, era uma prática diária.
Que conselho daria ao primeiro-ministro?
Não gosto de dar conselhos, mas penso que era muito importante haver verdadeiro investimento em infra-estruturas e formação de competências que apetrechassem os cidadãos para que tudo funcionasse em articulação e pudesse contrariar alguma inércia a que por vezes assistimos.
O que punha a funcionar na sua terra que não existe?
Um bom restaurante. Pessoalmente gostava de ter uma oferta mais diversificada. Vários estilos gastronómicos e versão buffet.
Fazem falta mais mulheres na política?
Acho que sim. Sobretudo por acreditar que ainda existe alguma diferença de tratamento e preconceito quando consideramos o exercício das mesmas funções.
O que a leva a fazer “zapping” na televisão?
Não faço zapping. Vejo séries e filmes. Prefiro séries pelo encadeamento de expectativas e pela ligação que criamos com as personagens. Sou capaz de fazer grandes maratonas das minhas preferidas.
Qual é a sua forma favorita de ocupar os tempos livres?
Apesar de não ter tempo para
dedicar-me a uma actividade em concreto, adoro desenhar.
Qual é a pior coisa que lhe podem fazer?
Mentirem-me!
Qual o filme que mais gostou de ver até hoje?
King Kong. Fico fascinada com a obstinação pelo amor que o gorila revela e adoro rever.
Existe algum animal que gostasse de ter e não pode? Qual?
Acho graça aos gorilas. Talvez porque os associe ao film King Kong.
Faz alguma colecção?
Não é bem uma colecção porque as ofereço sempre mas são garrafas de ginja.
Qual foi a melhor viagem (ou passeio) que fez até hoje?
Benagil (localidade piscatória no Algarve conhecida pelas grutas marinhas e as praias pitorescas).
Qual a qualidade que mais aprecia numa pessoa?
A honestidade.
Qual é o seu maior defeito?
Persistência.
Durante quanto tempo é capaz de guardar um segredo?
Depende. Se não tiver interferência na vida de ninguém guardo para sempre. Se revelar significar alterar a vida de alguém para melhor considero a possibilidade de revelar.
O que adora incondicionalmente?
Adoro música. O meu cantor preferido é Luan Santana (brasileiro). Gosto de o ver e ouvir na televisão, sei as letras todas de cor. Mas também gosto de música portuguesa. Quando era criança fiz teatro e cheguei a gravar um CD com músicas portuguesas. Acho que não consigo viver sem música!

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo