Entrevista | 26-07-2023 21:00

Filipa Liberal

Filipa Liberal
Filipa Liberal. fotoDR

Administrativa na Secagro S.A. | 40 anos, Vale de Figueira

Se tivesse que escolher uma época da História para passar um ano da sua vida, qual seria?
Sinceramente, a época actual. Em todas as épocas há coisas de que gostamos mais e outras de que gostamos menos.
Sendo obrigada a mudar de país, para onde iria?
Espanha, porque é perto e o clima é idêntico ao nosso.
Qual é a data festiva a que dá mais importância?
Desde que fui mãe dou mais importância ao Natal.
O que é que lhe causa grande ansiedade?
Uiiii, tudo. Sou muito ansiosa.
Nos tempos livres, como consegue ‘recarregar baterias’?
No campo ou na praia.
Consegue viver sem música? Qual é a sua preferida?
Adoro ouvir música e no carro tenho sempre o rádio ligado. Música preferida não tenho, gosto de muitas músicas e de diferentes estilos.
O que costuma ver na televisão?
Ultimamente não tenho tido tempo para ver televisão, mas gosto de documentários.
Gosta de cozinhar?
Sim, principalmente se estiver com tempo.
Quando convida amigos o que é que não pode faltar?
Comida, bebida e... uma longa conversa.
Praia ou piscina?
Ambas e preferencialmente sem muita confusão.
Se pudesse qual era o personagem de ficção que gostava de encarnar?
Não gostava de encarnar nenhum personagem. Gosto de ser eu própria.
Qualquer mês é bom para ter férias ou elas só fazem sentido no Verão?
O habitual é tirar férias no Verão, mas férias são boas em qualquer altura.
Gosta de coleccionar? Faz alguma colecção?
Sim. Neste momento faço colecção de moedas de 2 euros dos vários países que têm euro.
Tem animais de estimação? Porquê?
Sim, tenho animais de estimação. Adoro. Os animais fazem-nos muita companhia e a mim tranquiliza-me quando trato deles ou brinco com eles.
Para si, como é um dia perfeito?
Acordar sem horários e ir para onde me apetecer.
O que gostava de ver mudado no sítio onde mora?
Nada. Eu sou uma pessoa que se adapta bem em qualquer lado, desde que não haja muita confusão, como nos centros das cidades. Só gosto de ir à confusão quando me apetece.
Qual é o maior desafio que lhe podem fazer?
Para mim, tudo é um desafio.
Dos tempos de infância, há algum hábito que conserve ou gostasse de conservar?
Acordar e tomar o pequeno-almoço
Consegue desligar do trabalho, quando...
Por norma, quando saio do trabalho desligo mas, às vezes, em alturas mais sobrecarregadas, estou em casa e, do nada, lembro-me de coisas do trabalho, mas acho que isso deve acontecer a qualquer pessoa. A preocupação faz com que isso aconteça.
Um jardim perfeito para si tem mais árvores ou flores?
Flores...flores muito coloridas.
Até hoje qual foi a sua maior extravagância?
Não me lembro, por isso não devo ter feito nenhuma extravagância muito grande.
Pratica algum desporto?
Não.
Se estivesse no poder qual era a sua primeira intervenção?
Começar tudo do zero.
Gosta de viajar? Qual é a sua viagem de sonho?
Quem não gosta...adorava ir a Cabo Verde.
Para si a guerra é uma preocupação?
Sim. A guerra já é muito má e, pior ainda, é estarem a aproveitar-se do mal dos outros para lucrarem com isso.
Se tivesse que mudar de profissão, o que gostava de fazer?
Já tive várias profissões ao longo da minha vida, tudo o que fiz foi sempre com gosto. Não tenho nenhuma profissão perfeita.
Há alguma coisa que considere importante fazer até à idade da reforma?
O mais importante é viver a vida e com muita saúde.
Qual o meio de transporte de que mais gosta?
Comboio.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo