Entrevista | 04-11-2023 07:00

Caminhar de mãos dadas com Santarém é a marca do W Shopping

Caminhar de mãos dadas com Santarém é a marca do W Shopping
Rui Rosa é director do W Shopping desde 2011

O W Shopping celebrou o 20º aniversário a 28 de Outubro com diversas iniciativas culturais para assinalar a data. Rui Rosa, 61 anos, é director do centro comercial desde 2011 e considera que os cerca de 60 milhões de pessoas que passaram pelo centro comercial em 20 anos reflectem a sua importância, tendo-se tornado uma referência na cidade de Santarém.

O director afirma que o centro comercial está integrado com as forças vivas da cidade e de mãos dadas com o desporto, solidariedade e cultura. Sair de uma crise pandémica e ressurgir com dinâmica e crescimento em relação a 2019 foi um dos momentos marcantes da direcção de Rui Rosa.

Que prenda gostaria de oferecer ao W Shopping pelo seu 20º aniversário?
Que continue com a dinâmica e vitalidade que tem tido ao longo destes 20 anos. Com esta filosofia de integração harmoniosa com a cidade. Caminhar de mãos dadas com a cidade, essa é a nossa assinatura. O W Shopping é o centro de Santarém, assim como o centro histórico também é, e foi bem acolhido pelos escalabitanos e pela região.
Que balanço faz destas duas décadas de actividade?
O W Shopping responde e complementa as necessidades da cidade. Os projectos são abrangentes e o centro comercial convive com o centro histórico e com o comércio local. Complementam-se e conjugam-se. É um balanço muito positivo, pela frequência que temos, pelas dinâmicas que criamos, pela performance, pela procura, pelas insígnias que marcam presença. O W Shopping atrai grandes marcas a nível nacional. Basta ter algumas grandes marcas que reflectem a notoriedade e importância do centro comercial.
Que marcas gostaria de ter?
Não há quase espaço para ter muitas marcas. Em alguns momentos da gestão de centros comerciais olhamos para os projectos e pensamos: ‘gostava de ter menos área, teria menos problemas para ocupar as áreas’. Neste momento 94% do centro comercial está ocupado. Não há espaço para outras grandes marcas. Estamos a celebrar contrato com uma grande cadeia internacional que se está a implementar em Portugal e que será uma realidade no primeiro trimestre de 2024. Será uma grande novidade e dará um grande impulso à dinâmica do W Shopping.
A que se deve o facto do W Shopping ter praticamente a lotação esgotada?
Há sempre ajustes, grandes grupos ampliaram as suas lojas. Temos um centro comercial muito bem estabilizado, com boa frequência de clientes. Temos muitos lojistas e marcas à procura e não temos resposta em termos de área.
A criação deste centro comercial foi importante para o centro da cidade?
Creio que sim. Os 60 milhões de clientes que tivemos nestes 20 anos reflectem a importância do W Shopping. Tornou-se uma referência. O W Shopping está integrado com as forças vivas da cidade e estamos de mãos dadas com o desporto, solidariedade, cultura. É também um local de experiência e somos parceiros de muitas entidades desta cidade e da região.
Qual é a importância de se associarem a causas sociais?
É um cunho da minha gestão e da minha forma de estar e fundamenta-se, não em planos de marketing pré-estabelecidos em dinâmicas de faculdade. Fui escuteiro e estive muito ligado ao associativismo e isso reflecte-se no meu quotidiano. Tento perceber a melhor forma de apoiar o lojista que está em dificuldade. Prefiro apoiar aqueles que têm mais dificuldades. Não é só olhar para os números mas também para as pessoas.
Quais são os próximos projectos para o W Shopping?
Em termos comerciais é a instalação de uma grande marca e de mais duas outras, que vão acontecer durante o primeiro semestre de 2024. Aproximar-nos da ocupação máxima é extraordinário. Também vamos fazer algum investimento em melhoramentos do edifício.
Quais foram os momentos mais marcantes enquanto director do W Shopping?
Em 2011 ter assumido a gestão do W Shopping e construir em cima de um projecto que já era de sucesso. É muito mais fácil acrescentar àquilo que está bem feito do que quem arrancou com este projecto que, certamente, teve outro tipo de dificuldades. Complementei o trabalho feito anteriormente e acrescentei. Outra situação marcante foi como conseguimos sair de uma crise pandémica e ressurgir com dinâmica e crescimento em relação a 2019. Gerir o espaço durante a pandemia foi um grande desafio. O meu sucesso é o sucesso dos lojistas do W Shopping.
Qual a importância das salas de cinema para o W Shopping?
É uma das âncoras principais do centro comercial, a par de mais algumas marcas e o supermercado que temos.
Qual o segredo do sucesso?
Não há segredo. Há muito trabalho, dedicação, preservação, vestir e transpirar a camisola. Há estudo, temos que perceber como funciona o país e o mundo, desenvolver ideias. A vontade de querer é meio caminho andado para o sucesso. Também é muito importante saber interpretar o outro, ser sensível em relação ao outro. Perceber que temos todos a ganhar, numa parceria, chegando a um consenso e equilíbrio.
Sente-se realizado por comandar este projecto?
Sinto-me realizado por liderar esta equipa. Sinto-me realizado por estar em Santarém, sou um apaixonado pela cidade. Vivo em Alenquer e faço 100 quilómetros todos os dias mas gosto muito da cidade e acho que tem um potencial muito grande. Na primeira intervenção pública que fiz enquanto director do W Shopping dizia que o segredo da cidade de Santarém é caminharmos de mãos dadas.
O que fizeram de diferente para não deixar ‘morrer’ o W Shopping como aconteceu com tantos outros pelo país?
Não fizemos nada, a cidade é que fez por nós. O segredo do W Shopping passa pelas pessoas que criam a dinâmica de visitar o centro comercial. Estabelecemos parcerias de proximidade e as pessoas reconhecem essas parcerias e sentem-se envolvidas. Fazemos apresentações de livros, exposições, apoiamos o Festival de Folclore Celestino Graça e fazemos aqui um apontamento de folclore do mundo. Parte do quotidiano da cidade passa muito pelo W Shopping mas está tudo interligado, sobretudo com o centro histórico.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo