Na gestão e tratamento de resíduos a RSTJ na Chamusca é um exemplo de serviço público

Joel Marques, director-geral da empresa intermunicipal RSTJGestão e Tratamento de Resíduos EIM, SA

Constituída em 2019, a RSTJ – Gestão e Tratamentos de Resíduos, abrange mais de 200 mil habitantes de 10 concelhos da região ribatejana. Tem cerca de três centenas de funcionários que trabalham com um objectivo comum: continuar a fazer da empresa uma referência nacional no serviço público às populações.

A RSTJ – Gestão e Tratamento de Resíduos, no Eco Parque do Relvão, na Carregueira, serve uma população de mais de 200 mil residentes dos municipios accionistas que são: Alcanena, Chamusca, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Santarém, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha. Com uma área de influência de cerca de 2.500 quilómetros quadrados, o principal objectivo da empresa é “dar continuidade à mudança do paradigma da gestão de resíduos da região, em defesa do ambiente, da saúde e do bem-estar das actuais gerações e, sobretudo, das vindouras”.
Joel Marques, que assumiu o cargo de director-geral da empresa intermunicipal de capitais públicos no final de 2021, pretende continuar a fazer da RSTJ uma referência nacional no serviço público. O grande motor da empresa são os seus funcionários, actualmente perto de três centenas, e quase todos residentes no concelho da Chamusca.
A RSTJ faz a exploração e gestão de resíduos urbanos, quer em alta quer em baixa, e disponibiliza serviços de limpeza urbana. Exerce ainda actividades no âmbito das energias renováveis e valorização energética obtida a partir de resíduos, assim como actividades complementares ou subsidiárias à gestão de resíduos e de limpeza urbana, sistemas de informação geográfica, defesa ambiental e outras inerentes à captura, alojamento e abate de canídeos e gatídeos ou outras espécies.
A empresa quer continuar a crescer e é seu propósito garantir uma trajectória tarifária sustentável. A RSTJ preocupa-se com a vertente ambiental e com a segurança dos trabalhadores. Presta com regularidade, a várias entidades, informação sobre análises de descargas de efluentes em meio hídrico, quantitativos de resíduos tratados ou com entrada em aterro, indicadores de consumos de combustíveis, rede de Ecopontos, entre outros. No que diz respeito à segurança, a empresa investiu cerca de um milhão de euros na instalação de uma rede contra incêndios com dois tanques de água anti-sísmicos e central de bombagem.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1589
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1589
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo