Especial Dia do Idoso | 07-10-2022 06:59

Lar Evangélico Nova Esperança garante esperança para a alma e conforto para o corpo

Duas utentes com a nova mascote, a Lola

Espaços humanizados sem residentes de primeira e de segunda, em Alcanhões, Santarém e em Maceira Lis, no concelho de Leiria.

O Lar Evangélico Nova Esperança (LENE), IPSS é uma ERPI – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, com inspiração evangélica – reconhecida como pessoa colectiva de utilidade pública, criada sob a forma de instituição em 1993.
Tem sede na freguesia da Maceira Lis, concelho e distrito de Leiria, e dispõe, ainda, de uma outra unidade, construída em 2012, com localização na Freguesia de Alcanhões, concelho e distrito de Santarém.
Nos seus estatutos definiu como objectivo a prestação de assistência social sem fins lucrativos, dá apoio à população infantil, juvenil e idosa, assumindo pautar a sua actuação com respeito pela pessoa humana.
Na sua unidade em Maceira, o LENE tem resposta social para 22 utentes, comparticipados pela Segurança Social e na de Alcanhões tem resposta social para 25 utentes, sendo que 20 camas são comparticipadas.
Para além das duas respostas sociais referidas o LENE é, a esta data, promotor financeiro de um projecto educativo, o Agir+, com sede em Vale de Estacas, Santarém, apoiado pelo Alto Comissariado para as Migrações, que procura integrar e apoiar de forma gratuita crianças e jovens no seu percurso escolar, capacitando-os com os valores da cidadania. Com espaços de qualidade, o LENE assegura serviços médicos e de enfermagem, animação, zumba, estética e assistência espiritual.
Define-se como “uma IPSS com uma matriz cristã evangélica que procura dar cumprimento não só às leis e normas, mas também ao mandamento deixado por Jesus Cristo de fazer o bem ao próximo, enquanto é tempo.
Procurando fazer do LENE um verdadeiro lar são reproduzidas as memórias do antigamente, através da comida, dos espaços e animais. No local vivem a cadela Lola, as gatinhas Luna e Mia, galinhas, porquinhos da índia e peixinhos, integrados num jardim exterior e há uma horta comunitária, permitindo aos idosos explorar os sentidos e perpetuar as memórias. A dinâmica do dia a dia é possível de ser acompanhada pelas redes sociais (Facebook e Instagram), permitindo às famílias e amigos o acompanhamento à distância.
“Nós temos a nossa rotina e muitos afazeres, mas o que há para um idoso no dia seguinte? Actividades? Sim, mas sobretudo deitar-se em paz e na certeza que se tudo acabar naquela noite, espera-lhe a eternidade com Deus; se acordar no dia seguinte, acorda com a esperança que há (ainda) propósito de vida, mesmo sendo velho com dores e/ou demência, há propósito de Deus para continuar. E esta esperança de vida (eterna) dá muito alento aos nossos idosos, que chegam até nós com feridas no corpo e na alma, “sublinha Sónia Lobato, presidente da direcção do LENE.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo