Aproveite a oportunidade para se abastecer de frutos secos e secados

É praticamente impossível ter num mesmo local e por tantos dias uma variedade tão grande de produtos de boa qualidade

Em Torres Novas, no mar das bancas dos produtores e vendedores da Feira Nacional dos Frutos Secos tenha em consideração o seguinte: Os frutos secos são aqueles que se apresentam com um baixo teor de água na sua composição, como as nozes, os pinhões, cajus ou os pistachos, por exemplo.
Já os frutos secados, como o nome indica, resultam de um processo de secagem de um fruto que originalmente tem um alto teor de água, como é o caso do figo seco, das sultanas e passas e dos alperces.
Uns e outros são fundamentais numa alimentação rica e variada porque são ricos em proteínas, fibras, gorduras insaturadas e possuem elevados níveis de ácidos gordos essenciais, minerais e vitaminas, principalmente as vitaminas E, A, B1 e B2. Por isso, e porque o Natal já está perto, aproveite a feira para se abastecer.
E tenha em consideração que é praticamente impossível ter num mesmo local e por tantos dias uma variedade tão grande de produtos de boa qualidade.
De um modo geral é de salientar o contributo do consumo de frutos secos na redução do risco cardiovascular por diminuição da insulinorresistência, concentração de colesterol, peroxidação lipídica e stress oxidativo, mas tenha em atenção que tudo o que é excesso é prejudicial. A quantidade recomendada para obtenção de efeitos positivos na saúde anda entre os 15 e os 20 gramas diários. 
Em Portugal o consumo de frutos secos tem vindo a aumentar, bem como a produção e o país é quase auto-suficiente. Segundo o INE, cada português consome, em média 4,1 quilos de frutos secos e 0,9 quilos de frutos secados, por ano.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo