Foto Galeria | 18-09-2023

Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura

1 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
2 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
3 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
4 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
5 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
6 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
7 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
8 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
9 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
10 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
11 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
12 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
13 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
14 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
15 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
16 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
17 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
18 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
19 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
20 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
21 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
22 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
23 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
24 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
25 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura
26 / 26
Grémio assinala 134 anos de dedicação à cultura

Colectividade mais antiga da Póvoa de Santa Iria atravessou a república, o estado novo, a pandemia e sem nunca deixar de oferecer teatro, música e cultura à população.

O Grémio Dramático Povoense (GDP) assinalou este domingo, 17 de Setembro, o seu 134º aniversário. A data foi celebrada na sede da colectividade, na Póvoa de Santa Iria, com música, teatro, entrega de insígnias aos associados com 25 e 50 anos de filiação, e muitos elogios ao trabalho desenvolvido pela actual direcção.

O vice-presidente da mesa da Assembleia-Geral e um dos rostos mais conhecidos do GDP, António Nabais, fez questão de sublinhar os tempos em que a cultura era censurada. Alves Redol e Stau Monteiro foram alguns dos nomes sonantes que fizeram serões na colectividade com público até à porta.

O presidente da direcção, Daniel Gonçalves referiu os 40 espectáculos realizados desde 1 de Janeiro deste ano, com muitas horas de trabalho nos bastidores por parte dos elementos do GDP. “Apostamos na formação, recriação, na novidade mas sem esquecer o antigo”, disse o dirigente associativo.

Música e teatro compuseram o serão e no final um brinde a mais 134 anos da colectividade mais antiga da Póvoa de Santa Iria e a segunda mais antiga do concelho de Vila Franca de Xira.

*Notícia desenvolvida na edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo