Identidade Profissional | 12-06-2022 09:59

“A óptica é uma profissão exigente que não dá margem para erro”

Gonçalo Inverno é um dos rostos da Eye Store, de Alhandra, que abriu portas há 14 anos

Gonçalo Inverno apaixonou-se há 14 anos pela vila de Alhandra e abriu a Eyestore, uma loja de óptica que tem marcado a diferença. Pessoa curiosa por natureza, trabalhou num armazém, foi entregador de pizzas ao domicílio e apaixonou-se pelo ramo da óptica. Diz que na vida a honestidade é o principal valor.

Honestidade, competência, qualidade do produto e atenção ao cliente são os valores fundamentais da vida de Gonçalo Inverno, um dos sócios-gerentes da Eyestore, loja de óptica de Alhandra que desde 2008 tem dado à comunidade o que de mais moderno existe no ramo. Foi em plena crise que Gonçalo Inverno e a sócia arriscaram abrir a loja dos seus sonhos e a aposta tem sido vencedora. O segredo, diz Gonçalo Inverno, é nunca colocar o cliente em segundo plano e oferecer qualidade a preços honestos.
O empresário é natural de Santa Iria da Azóia, concelho de Loures, mas foi por Alhandra que se apaixonou e já não se vê longe da vila ribatejana. “Alhandra é uma terra de surpresas pela positiva. Adoro a excelente ligação ao rio e a zona ribeirinha. É uma vila muito bonita e apaixonei-me completamente. Estou muito feliz por cá estar e não quero sair”, garante a O MIRANTE.
O seu primeiro emprego foi aos 15 anos a ajudar um vizinho na montagem de painéis publicitários. Gonçalo Inverno era um rapaz curioso na juventude e tinha apetência para trabalhos que exigiam minúcia. Não teve uma profissão de sonho mas sempre gostou de experimentar coisas novas. “Desmontava os meus carrinhos de brincar, mexia nos motores, duplicava a voltagem e metia os carros a andar mais”, recorda com um sorriso.
Já trabalhou num armazém, foi estafeta a entregar pizzas em part-time e no secundário chegou a ter formação em electricidade e electrónica. Um curso de óptica mudou-lhe a vida. “Sou uma pessoa que gosta de trabalhos de precisão e minúcia e adorei a óptica. Se não estivesse neste ramo seria certamente relojoeiro”, confessa. Trabalhou numa multinacional ligada à óptica antes de abrir a Eyestore.

O barato sai caro
A diferença entre um ou dois milímetros no corte de uma lente é a diferença entre ver bem e ver mal, garante o empresário. “É uma profissão exigente que não dá margem para erro. Temos de estar sempre muito focados”, garante. Gonçalo Inverno diz que escolher bons óculos é fundamental e que muitas vezes o barato sai caro. “Na óptica compensa ir para o mais caro se queremos qualidade. Umas lentes progressivas low cost não são iguais a umas lentes personalizadas. Os processos de fabricação são completamente diferentes e o conforto visual também. Esse investimento adicional do fabricante reflecte-se no preço final do produto”, explica.
O empresário diz que a Eyestore apostou em trazer para Alhandra novos modelos e marcas premium que fazem a diferença entre andar na moda ou atrás dela. “A nossa concorrência continua cá e fico contente com isso porque é sinal que atendemos clientes diferentes e que há espaço para todo o tipo de clientes. Temos outra filosofia, uma que traz modernidade para Alhandra”, explica.
Chloe, Carrera, Polaroid e Ray Ban são algumas das marcas vendidas na Eyestore mas há modelos para todos os gostos. “A nossa marca distintiva é a qualidade, exclusividade e a diversidade. Tentamos sempre estar muito actualizados e isso requer bastante investimento. Nos negócios é preciso saber arriscar”, defende. Além das armações para graduar a loja vende também óculos de sol, lentes de contacto, óculos de trabalho graduados e fazem pequenas reparações.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo