Identidade Profissional | 01-04-2023 07:00

“O segredo do sucesso é tratar bem o cliente e oferecer-lhe um serviço de qualidade”

“O segredo do sucesso é tratar bem o cliente e oferecer-lhe um serviço de qualidade”
IDENTIDADE PROFISSIONAL
Mário Nunes é proprietário da Chaves & Família, em Santarém, há quase uma década

Mário Nunes é proprietário da Chaves & Família, empresa criada em Santarém há nove anos e que trabalha por todo o país. A actualização numa área em permanente mudança é a chave do sucesso, diz o empresário.

Mário Nunes tirou o curso profissional de Electrotecnia e planeava trabalhar durante uns anos para amealhar algum dinheiro e depois ingressar no ensino superior, no curso de engenharia electrotécnica. No entanto, a vida trocou-lhe as voltas e o que era para ser um trabalho temporário tornou-se definitivo. Tinha 19 anos quando começou a trabalhar numa loja de chaves em Santarém. Quando a empresa abriu falência o seu antigo patrão devia-lhe bastante dinheiro e o acordo foi ficar com a loja, situada no Retail Park de Santarém, começando a trabalhar por conta própria. Já lá vão quase nove anos que criou a Chaves & Família.
Há cerca de três anos mudou-se para uma loja no interior do Pingo Doce, em Santarém, e já afastou a ideia de tirar o curso de engenharia. “Não consigo chegar a todo o lado e já criei uma boa carteira de clientes que não me permite conciliar o trabalho com os estudos. Temos que fazer opções na vida e não me arrependo de não ter seguido para o ensino superior”, afirma a O MIRANTE o jovem de 30 anos.
O empresário trabalhou sempre nesta área excepto quando nas férias escolares ajudava o pai na sua empresa de construção civil, embora nunca tenha pensado seguir as pisadas do progenitor. Em criança sonhou ser bombeiro uma vez que o seu padrinho era soldado da paz. Mas pensava que ser bombeiro era só apagar fogos. “Quando descobri que tinha que lidar com sangue coloquei logo a ideia de lado porque não lido muito bem com sangue”, conta com um sorriso no rosto.
Na Chaves & Família faz-se todo o tipo de chaves, trabalha muito com fundos de investimento e isso leva-o a todo o país. A situação mais complicada que viveu a nível profissional foi quando teve que ir a Setúbal colaborar na tomada de posse do apartamento de uma empresa que tinha sido ocupado por um casal de jovens, com dois filhos pequenos. “Cerca de um ano antes de lá irmos o administrador de insolvência avisou-os que eles estavam a ocupar um apartamento ilegalmente. Quando lá fomos tivemos que ir com a polícia e eles tiveram que abandonar o espaço, mesmo com as crianças. Fiz o meu trabalho mas foi uma situação muito tensa, com ameaças. Foi o trabalho mais difícil que tive”, recorda.
A sua empresa tem um serviço 24 horas por dia e é frequente ser contactada por pessoas que se esquecem das chaves dentro de casa. O conselho que Mário Nunes dá é que cada pessoa tenha uma chave suplente em casa de alguém de confiança. “Assim, sempre que perder a chave dá para fazer uma nova; ou, se a deixar dentro de casa, vão buscar essa cópia. É uma grande segurança, porque para abrir a porta de casa é necessário um comprovativo de que a casa é da pessoa. Por exemplo, a conta da água ou da luz não nos permite abrir a porta. Temos sempre que chamar a polícia, que identifica o dono da casa e a pessoa que vai abrir a porta. É algo que dá trabalho”, alerta Mário Nunes.

O futuro é abrir portas com telemóvel ou relógio
O empresário e serralheiro explica que o futuro vai ser abrir a porta de casa através do telemóvel ou do relógio de pulso. No entanto, ainda é algo muito embrionário e que vai demorar até tornar-se banal. Com um funcionário, que é o seu braço-direito, Mário Nunes confessa que criou uma boa carteira de clientes que lhe permite trabalhar em todo o país e não lhe faltar o que fazer. Uma chave simples demora um minuto a fazer e uma mais trabalhada pode demorar cinco minutos. É tudo feito numa máquina.
O empresário está sempre a par das novidades no mercado. Quase todos os meses há actualizações no mercado das chaves. “Sigo um serralheiro espanhol que tem um canal no Youtube e ele coloca lá muitas novidades que aparecem sempre primeiro em Espanha do que em Portugal. Vejo o que ele tem, falo com o meu fornecedor e trago esse material novo para cá e consigo ter as novidades mais rápido”, esclarece, acrescentando que está em constante formação.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1613
    24-05-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1613
    24-05-2023
    Capa Médio Tejo