Identidade Profissional | 20-11-2023 07:00

Empresas não crescem sem sacrifícios e é preciso dedicação permanente

Empresas não crescem sem sacrifícios e é preciso dedicação permanente
IDENTIDADE PROFISSIONAL
Vânia Santos sempre ajudou o pai na Xiral e mesmo depois de ter tido outros empregos decidiu voltar às raízes

Aos 44 anos Vânia Santos personifica a persistência e o compromisso com a empresa onde cresceu, a Xiral. Responsável pelo marketing e departamento financeiro, o seu percurso profissional é uma história de superação, aprendizagem e, acima de tudo, de amor pelo negócio fundado pelo pai, José Fernando, há 28 anos.

Seja Verão ou Inverno não há férias para quem lidera as empresas porque o sucesso não se alcança sem sacrifício, esforço e dedicação permanente. A convicção é de Vânia Santos, responsável de marketing e comunicação da Xiral, empresa de alumínios e ferro situada nos Cotovios, localidade do concelho de Vila Franca de Xira. “Mesmo em dias de férias os telemóveis nunca são desligados e a porta nunca é fechada. Temos de saber meter-nos na pele do cliente e encontrar a solução que ele precisa”, explica a O MIRANTE a empresária para quem o pai, José Fernando, fundador da empresa, é um dos seus maiores orgulhos na vida e a sua referência.
Vânia Santos tem uma trajectória de vida marcada pela dedicação à Xiral, onde também desempenha funções de responsabilidade no departamento financeiro. A sua história académica teve início em Vila Franca de Xira, onde frequentou a escola antes de se licenciar em Ciências da Comunicação e Publicidade e Marketing. O momento da conclusão do curso coincidiu com os atentados ao World Trade Center em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, introduzindo-a num mercado de trabalho difícil.
Desde a infância que ajudava o pai na empresa sempre que podia mas, confessa a O MIRANTE, quis ter uma experiência profissional e ver como era o mercado de trabalho. Vendeu seguros, esteve sete anos na Central de Cervejas e uma década ao serviço da Staples na parte corporativa das empresas a tratar da área comercial, a abrir portas que não conhecia. “Entretanto cheguei a um ponto em que quis mudar de vida e voltei para a origem para ficar a tempo inteiro na Xiral”, recorda.
Vânia Santos descreve o seu papel na Xiral como multifacetado, envolvendo tarefas desde facturação até ao relacionamento com fornecedores e gestão de pagamentos. Trabalhar com o pai, José Fernando, é uma experiência que valoriza, destacando a boa relação e a eficiência na colaboração, mesmo em dias cansativos.
Quando era criança Vânia Santos ainda pertenceu com o irmão à fanfarra dos Bombeiros de Vila Franca de Xira e sonhava ser cabeleireira. Hoje confessa que não se imaginava no cargo de responsabilidade que tem hoje apesar de abraçar o desafio de braços abertos. “Trabalhar com os pais depende da família que se tem. Não me posso queixar mas nem todas as famílias são iguais. Dou-me muito bem com o meu pai e trabalhamos muito bem os dois mesmo quando os dias são cansativos”, partilha.

Uma história com 28 anos
A Xiral foi criada a 1 de Junho de 1995 por José Fernando, que sempre foi “muito persistente e teve muita cabeça” para montar o negócio a partir do zero. “Ele não tinha nada. Pediu dinheiro emprestado para comprar uma carrinha em segunda mão e foi bater à porta dos fornecedores com quem já trabalhava a pedir para que o ajudassem porque ia montar um negócio sozinho e não tinha poder económico para fazer pagamentos adiantados. Conseguiu que acreditassem nele. Teve uma luz sempre ao seu lado. E conseguiu, com empenho, honestidade e muito esforço, com muitas noites mal dormidas”, recorda Vânia Santos.
A Xiral vende caixilharias de alumínio e PVC, área onde é especializada, mas também comercializa estores, guardas de varanda, automatismos, portões de garagens, de rua, portadas, tudo o que uma casa precisa. “Somos uma empresa com muitas soluções para os clientes. Procuramos sempre uma solução quando o cliente nos procura. E já conseguimos resolver e encontrar soluções para problemas onde outros não conseguiram”, explica.
A responsável é firme quando se trata da integridade do nome da empresa. A estabilidade, integridade e qualidade são valores que considera fundamentais para o sucesso a longo prazo, destacando a importância da transparência no relacionamento com os clientes, enfatizando a necessidade de explicar com clareza as opções disponíveis.
Vânia Santos expressa preocupação com a carga fiscal sobre as empresas, instando os governantes a considerar a redução de impostos para aliviar o peso sobre os negócios e dessa forma permitir dar melhores salários aos funcionários. Mesmo durante a pandemia a Xiral manteve-se activa contribuindo para a renovação de muitas habitações. O sonho para o futuro da empresa é continuar a crescer mantendo um excelente atendimento ao cliente e oferecendo produtos de qualidade.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo