Identidade Profissional | 19-12-2023 07:00

O desporto é fundamental para a qualidade de vida e deve ser levado a sério

O desporto é fundamental para a qualidade de vida e deve ser levado a sério
IDENTIDADE PROFISSIONAL
Tiago Simões, 44 anos, é técnico superior na empresa municipal Viver Santarém

Tiago Simões é o homem que trabalha para fazer acontecer. Coordenador da divisão de organização de eventos e actividades desportivas da Viver Santarém deixou há muito a carreira docente para se dedicar inteiramente aos projectos da empresa municipal.

Garante que praticar desporto faz a diferença entre os mais novos e defende que todos devem ter igualdade de oportunidade. Diz que trabalhar em prol da comunidade escalabitana é gratificante e não tenciona sair da cidade que há 25 anos foi a sua escolha para prosseguir estudos.

Tiago Simões sempre se considerou um homem virado para o desporto. Foi por isso natural a escolha de estudar para professor do 2º ciclo na variante de Educação Física. Entrou em 1999 na Escola Superior de Educação de Santarém, na cidade que o lisboeta já chama de sua. “Vivi uma experiência académica fantástica e nunca mais saí daqui nem tenho intenção de sair”, diz referindo-se à cidade capital do Gótico que além de “estar a crescer no turismo” tem um “enorme potencial a nível desportivo”.
Depois de ter passado pelo Gimnoclube de Santarém e pela experiência de ter leccionado em várias escolas da região, de Vila Franca de Xira a Abrantes, Tiago Simões aceitou o convite para integrar, enquanto prestador de serviços, a empresa municipal Viver Santarém, na qualidade de professor de natação. Assim foi de 2004 a 2010, ano em que assinou contrato como técnico superior da empresa que faz a gestão de todos os equipamentos desportivos do concelho. “Temos apostado em criar condições para que os clubes possam desenvolver com mais consistência e qualidade as suas actividades. É importante para a empresa municipal e para o município de Santarém dar mais condições àqueles que fazem o desporto acontecer, que é o associativismo desportivo, os clubes que precisam do nosso apoio para crescer”, defende o técnico que durante uma década esteve ligado ao treino desportivo de equipas de competição.
A conversa vai-se fazendo entre pausas para atender telefonemas no agitado dia em que o Reino de Natal, evento natalício a decorrer no Jardim da Liberdade, recebeu cerca de 700 crianças de todas as escolas das freguesias fora da cidade. “É uma agitação, mas é muito gratificante trabalhar para a comunidade; fazer acontecer e sentir que as pessoas gostam do que foi feito”, atira. Hoje as funções de Tiago Simões vão além da organização de eventos desportivos que, ressalva, continuam entre as suas tarefas. O Festival Nacional de Gastronomia é, destaca, a iniciativa que mais orgulho lhe dá ajudar a concretizar. “É aquele evento que temos que abraçar cada vez mais, melhorar e internacionalizar, é esse o nosso objectivo”, afirma.

Desporto escolar é fundamental e precisa de crescer
Para alguém que encara o desporto como “uma terapia”, que afugenta o stress acumulado do dia-a-dia, é fundamental que todos possam, desde muito cedo, praticar desporto, experimentar modalidades e ter igualdade de oportunidades. É por isso que, defende, “o desporto escolar é uma ferramenta fundamental, principalmente para aqueles que não têm contacto com o associativismo desportivo e as modalidades”. E, neste campo, quer a família quer a escola têm que assumir as suas responsabilidades, assim como “tem de haver um reforço positivo por parte do município e empresa municipal em fomentar a actividade física nas primeiras idades” porque “o desporto escolar ainda tem um caminho a percorrer”.
“Quanto mais cedo as crianças começarem melhor será o seu alfabeto motor e isso pode torná-las pessoas mais competentes no futuro”, diz Tiago Simões. Além disso, continua, praticar desporto “ajuda-as na concentração, motricidade fina, destreza”, entre outros benefícios que não devem ser negligenciados. Entre as modalidades, Tiago Simões destaca a importância da natação não só pelos benefícios para a saúde mas por ser “fundamental saber nadar por questões de segurança”. E neste campo, sublinha, a Viver Santarém deu um bom exemplo com a iniciativa Toca a Nadar que abrange todas as escolas do concelho. “Se não fosse este projecto, grande parte dos miúdos não teria contacto com o meio aquático”, vinca.
Mas não é só para os mais novos que o desporto é crucial e traz benefícios. A título de exemplo, Tiago Simões recua a 2010, ano em que ajudou a implementar o Viva Mais, um projecto de actividade física destinado a alunos com mais de 50 anos. Os resultados, evidencia, não poderiam ter sido mais satisfatórios: desde idosos a reduzir medicação, aos que deixaram de ter dores e voltaram a conseguir subir um simples passeio sem esforço. É por evidências destas, alerta, que a sociedade deveria “mudar o chip” e levar a sério quando se diz que “o desporto é fundamental para a qualidade de vida”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo