Internacional | 12-06-2022 13:45

Juiz proíbe touradas na maior praça de touros do mundo

FOTO WIKIPÉDIA

Governo da Cidade do México e administração da praça têm dez dias para contestar decisão

Um juiz mexicano proibiu a realização de touradas na Plaza México, que é  maior praça de toiros do mundo. Segundo lo jornal espanhol El País, a decisão do juiz federal Jonathan Bass foi tomada sexta-feira, 10 de Junho, na sequência de uma queixa da associação cívica “Justicia Just”, que alega que a forma degradante como são tratados os touros, viola o direito a um meio ambiente são.

A empresa “Tauro Plaza México” e  Governo da Cidade do México têm dez dias para impugnar a decisão mas, segundo o jornal, durante o tempo que durar o processo judicial, que pode arrastar-se por meses, as actividades taurinas estão suspensas.

Na sentença, com mais de cinquenta páginas, o juiz federal desmonta os argumentos dos defensores da tauromaquia e detalha, um por um  os danos emocionais e físicos que sofrem os animais durante as corridas, baseando-se num documento da PAOT, organismo de protecção animal do Governo da Cidade do México.

Depois de concluir que se trata de uma actividade recreativa em que se fere, tortura e mata um animal, Bass conclui que a sociedade está interessada em que se respeite a integridade física e emocional de todos os animais porque são seres vivos que integram os ecosistemas e contribuem com serviços ambientais essenciais para o ser humano.

O gerente da Plaza México, Mario Zulaica, realça que a suspensão só estará em vigor dyurante o tempo que demorar a decisão sobre o recurso e lembra que não foi declarada a inconstitucionalidade das touradas.  rebate também o argumento de que os espectáculos taurinos causem danos ao meio ambiente, como é dito na sentença.

“O touro bravo vive e é criado para as corridas e extinguir-se-ia se as mesmas acabassem. Aí sim, haveria dano para o ecosistema”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo