Internacional | 07-09-2023 11:06

Bandeira russa não entra nos Jogos Olímpicos de Paris2024

Devido à invasão da Ucrânia e aos "crimes de guerra" cometidos pelo regime de Putin.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, recusa a possibilidade de existir bandeira russa nos Jogos Olímpicos de Paris2024, devido à invasão da Ucrânia em curso, apontando aos "crimes de guerra" cometidos pelo regime de Putin.

"Obviamente, não pode haver uma bandeira russa nos Jogos de Paris, penso que há um consenso sobre isso", disse na quarta-feira em entrevista ao diário gaulês L'Equipe, salientando que a “Rússia não tem lugar como país numa altura em que cometeu crimes de guerra e deportou crianças”.

Questionado sobre a possível presença de atletas russos a título individual, Macron salientou que essa é uma decisão que deve ser tomada pelo Comité Olímpico Internacional (COI).

"Espero que seja uma decisão consciente do mundo olímpico (...) não é o país anfitrião que deve decidir o que o COI deve fazer (...) tenho total confiança em Thomas Bach", disse, em relação ao presidente do COI.

O Presidente da França manifestou também o desejo de ver os “ucranianos a ser envolvidos nesta reflexão”.

"A verdadeira questão que o mundo olímpico vai ter de decidir é que lugar dar a estes atletas russos, que por vezes se prepararam toda a vida e que podem também ser vítimas deste regime", referiu. Em relação a como se devem distinguir entre atletas russos cúmplices e vítimas do regime, Macron defendeu que mundo olímpico tem de decidir.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo