Nacional | 03-10-2022 17:37

Sete anos de prisão para bancário que se apropriou de meio milhão de euros dos clientes 

Sete anos de prisão para bancário que se apropriou de meio milhão de euros dos clientes 

O arguido irá manter-se em liberdade até esgotar os prazos de recurso. Além da pena de prisão, foi também condenado a pagar 60 mil euros ao banco.

O Tribunal de Aveiro condenou hoje a sete anos de prisão um ex-funcionário bancário, de 47 anos, que se apropriou de mais de meio milhão de euros de vários clientes de uma instituição bancária de Estarreja. 

O Tribunal deu como provado que, ao longo de três anos, o arguido se apropriou de cerca de 574 mil euros de clientes do banco, tendo a instituição bancária já pagado aos lesados pelo menos 462 mil euros. 

O arguido foi condenado a cinco anos de prisão por um crime de abuso de confiança qualificado, um ano e nove meses por um crime de falsificação de documento, dois anos e meio por um crime de falsidade informática e quatro anos e nove meses por um crime de branqueamento de capitais. Em cúmulo jurídico, foi-lhe aplicada uma pena única de sete anos de prisão. 

O arguido, que irá manter-se em liberdade até esgotar os prazos de recurso, estava ainda acusado de furto qualificado e acesso ilegítimo, mas foi absolvido destes crimes. Além da pena de prisão, foi também condenado a pagar cerca de 60 mil euros ao banco Santander Totta e 790 euros a um dos lesados.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1589
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1589
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo