Nacional | 07-12-2022 12:06

Morreram 41 pessoas por intoxicação alcoólica e 74 por 'overdose' de drogas

Morreram 41 pessoas por intoxicação alcoólica e 74 por 'overdose' de drogas

Para além daquelas mortes, foram registados mais 973 óbitos com indicação positiva para o álcool nas causas de morte. As mortes por ‘overdose’ de drogas foram 74.

Quarenta e uma pessoas morreram no ano passado por intoxicação alcoólica, mais 32% do que no ano anterior, revela o Relatório Anual sobre a Situação do País em Matéria de Álcool 2021 hoje divulgado.
Apesar deste aumento, após as descidas nos dois anos anteriores, o número ainda se mantém abaixo do valor registado em 2019, refere o documento que está hoje a ser apresentando na Assembleia da Repíblica pelo director-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) João Goulão, e pelo subdirector, Manuel Cardoso.
Além destas 41 mortes, foram registados mais 973 óbitos positivos para o álcool e com informação da causa de morte, 34% foram atribuídos a morte natural, 32% a acidente, 12% a suicídio e 4% a intoxicação alcoólica.
Cerca de 32% destes óbitos foram positivos só para o álcool, e em 39% foram detectados só álcool e medicamentos, sobretudo benzodiazepinas. Das 148 vítimas mortais de acidentes de viação que estavam sob a influência do álcool, 82% eram condutores, 13% peões e 5% passageiros.
As mortes por ‘overdose’ de drogas aumentaram 45% no ano passado face a 2020, totalizando 74, o valor mais alto desde 2009. Além daquelas, foram registados outros 339 óbitos por outras causas e que apresentaram resultados toxicológicos positivos, um número que tem vindo a aumentar desde 2016, atingindo em 2021 o valor mais alto desde 2008.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo