Nacional | 19-12-2022 11:06

Jovem acusado de terrorismo condenado apenas por posse ilegal de arma

Jovem acusado de terrorismo condenado apenas por posse ilegal de arma

Pena de prisão efectiva de dois anos e nove meses será cumprido por João Carreira, de 19 anos, em estabelecimento prisional, com acompanhamento psiquiátrico

O Tribunal Criminal de Lisboa condenou hoje o estudante acusado de planear um ataque terrorista à Faculdade de Ciências de Lisboa apenas por detenção de arma proibida a uma pena efectiva de dois anos e nove meses de prisão.

A pena de prisão, segundo o acórdão do tribunal, será cumprido por João Carreira, de 19 anos, em estabelecimento prisional para inimputáveis.

No acórdão, o colectivo de juízes presidido por Nuno Costa considerou não terem ficado preenchidos os requisitos dos crimes de terrorismo de que o arguido vinha acusado pelo Ministério Público (MP), nem o crime de treino para terrorismo que tinha sido pedido pela procuradora durante as alegações finais.

Desta forma, o arguido ficou absolvido dos dois crimes de terrorismo de que estava acusado pelo MP.

Nas alegações finais do julgamento, o Ministério Público tinha pedido ao colectivo de juízes que o jovem fosse condenado a uma pena não inferior a três anos e meio de prisão efectiva em estabelecimento prisional com acompanhamento psiquiátrico.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo