Nacional | 04-01-2023 14:17

Nove em cada dez professores subiram dois escalões na carreira desde 2018

professor professores aula
foto dr

Ministro da Educação reconhece que existem “muitos professores que apanharam um período de congelamento que os deixou para trás na carreira”.

Nove em cada dez docentes progrediram dois escalões na carreira desde 2018, segundo dados apresentados hoje pelo ministro da Educação, que reconheceu que tal não significa que seja “tudo uma maravilha” e que não haja motivo de descontentamento.

Numa semana em que os professores retomaram os protestos e greves contra algumas políticas e propostas da tutela, o ministro da Educação apresentou hoje números aos deputados da Comissão de Educação e Ciência demonstrativos de algumas melhorias registadas nos últimos anos.

“Desde 2018, já progrediram um escalão na carreira 98,5% dos professores. Destes, 90% já progrediram 2 escalões. Em 2022, são já 16% os professores que estão no topo da carreira e mais de 36% os que estão acima do 7.º escalão”, afirmou João Costa, durante a audição parlamentar.

“Não estou a dizer com isto que é tudo uma maravilha e que não há motivo de descontentamento”, reconheceu o ministro, lembrando que existem “muitos professores que apanharam um período de congelamento que os deixou para trás na carreira”.

“Apesar de toda esta evolução positiva”, o ministro disse está disponível para “ao longo da legislatura, negociar aspectos transversais à carreira”.

Uma das reivindicações dos professores, que têm agendados protestos e greves, é precisamente o da recuperação do tempo congelado para efeitos de progressão na carreira.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo