Nacional | 23-01-2023 10:08

Cerca de metade dos adultos portugueses têm dois ou mais problemas de saúde

computador trabalhar no pc
foto ilustrativa - foto dr

Entre os mais frequentes estão casos de dores osteoarticulares, hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, asma e cancro.

Cerca de metade da população adulta portuguesa tem dois ou mais problemas de saúde, consequência de excessiva exposição a ecrãs, má qualidade do sono e 'stress', concluiu um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, hoje divulgado.

Publicado na revista científica BMC Public Health, o estudo da FMUP revelou que o risco de multimorbilidade (ter dois ou mais problemas de saúde) numa pessoa aumenta 4% por ano.

Entre os problemas de saúde mais frequentes estão casos de dores osteoarticulares, hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, asma e cancro, sublinha o estudo.

Os autores do estudo - Rosália Páscoa, Andreia Teixeira, Hugo Monteiro, Filipe Prazeres e Carlos Martins – consideraram a multimorbilidade “excessiva” em Portugal e apontaram a necessidade de otimizar a prevenção das doenças não transmissíveis para melhorar a saúde da população.

Para obter estes dados, os investigadores avaliaram 891 pessoas com mais de 20 anos e constataram que praticamente metade delas tinha dois ou mais problemas de saúde associados.

Os resultados revelaram que 21,1% dos inquiridos manifestavam dois problemas de saúde, 12,1% três, 7,7% quatro e 8% cinco ou mais.

“Este é um reconhecido problema fundamental de saúde pública, já que estamos a falar de situações com necessidades de saúde acrescidas, o que acaba por se traduzir num aumento do volume de trabalho ao nível dos serviços de saúde”, disse Rosália Páscoa, docente da FMUP e investigadora do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS).

Neste trabalho, no qual os investigadores analisaram a prevalência da multimorbilidade em Portugal e a sua associação com os estilos de vida e os factores sociodemográficos, concluiu-se que o tempo excessivo de exposição a ecrãs e a má qualidade de sono estão associados a um risco aumentado de sofrer de duas ou mais doenças, assim como níveis elevados de ‘stress’.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo