Nacional | 23-01-2023 18:19

Municípios vão recuperar da colónia balnear na Areia Branca

Municípios vão recuperar da colónia balnear na Areia Branca
Colónia Balnear da Nazaré - FOTO ARQUIVO

Na mesma situação colónia balnear da Lourinhã está a da Nazaré, que é propriedade da Associação de Municípios do Vale do Tejo e está ao abandono há uma década. mas sem qualquer indicação de que possa vir a ser recuperada.

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) lançou um concurso público de concepção para a elaboração do projecto de recuperação do edifício da antiga colónia balnear de Castelo Branco na Areia Branca, concelho da Lourinhã. A apresentação das propostas decorre até 16 de Abril.
Segundo o presidente da CIMBB e da Câmara de Proença-a-Nova, João Lobo, “o investimento para a requalificação do imóvel deverá rondar valores entre os 3,8 e os 4,2 milhões de euros”.
A colónia funcionou durante 30 anos, maioritariamente para crianças e jovens do distrito de Castelo Branco, sendo que o equipamento se encontra desactivado, desde 2009, após uma forte tempestade que degradou a cobertura do imóvel.
“Alinhada com a estratégia de investimento da Câmara Municipal da Lourinhã na reabilitação do areal da Praia Branca, a CIMBB pretende encontrar uma solução para o avançado estado de degradação do imóvel, reconhecendo que existe interesse em transformar os conteúdos programáticos do edificado pela grande viabilidade de investimento, assente numa estratégia de reconversão do programa, tendo em vista a exploração turística”, lê-se na nota.
Apesar do estado de degradação actual do edifício, a CIMBB sublinhou que a antiga colónia “é um espaço com um vasto valor imaterial, associado à função que esteve na sua origem”. O objectivo central é a reabilitação do edifício e a requalificação do local, mantendo o propósito funcional do mesmo, ou seja, criar um espaço para todas as idades.

Na mesma situação da colónia balnear da Lourinhã está a colónia balnear da Nazaré, que é propriedade da Associação de Municípios do Vale do Tejo, mas sem qualquer indicação de que possa vir a ser recuperada. Conforme O MIRANTE noticiou em Dezembro do ano passado, apenas os municípios de Almeirim, Santarém e Chamusca defendiam a sua recuperação.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo