Nacional | 25-05-2023 10:10

Humorista português excluído do Instagram após queixas por piada sobre boneca com trissomia XXI

Humorista português excluído do Instagram após queixas por piada sobre boneca com trissomia XXI
Foto: DR

“Fiz uma piada, mas as pessoas entenderam que era um comentário”, diz o artista, que usava a rede social como principal ferramenta de contacto com o público.

O humorista português Hugo Soares ficou sem a conta do Instagram após várias queixas de famílias brasileiras contra um vídeo de uma actuação num bar no Porto, em que fez uma piada sobre uma boneca com síndrome de Down.
“Fiz uma piada, mas as pessoas entenderam que era um comentário”, disse à agência Lusa o artista, que se queixa de ser censurado e de estar a ser prejudicado ao perder os 18.000 seguidores nesta rede social, que era a sua principal ferramenta de contacto com o público.
O espectáculo aconteceu a 28 de Abril, num bar no Porto, e dois dias depois Hugo Soares publicou um vídeo nas redes sociais com uma parte do espectáculo, incluindo quando se refere à nova boneca Barbie com síndrome de Down, sobre a qual disse que não se tratava de uma ideia original, pois "os chineses já vendem bonecas com defeito".
Dois dias depois, contou o comediante, o vídeo começou a receber milhares de comentários de pessoas relacionadas com a síndrome de Down, influenciadores e elementos de associações ligadas a esta anomalia do cromossoma XXI.
Doze famílias do Paraná, no Brasil, apresentaram uma denúncia na Defensoria Pública do Paraná (DPE-PR) e a Meta, empresa proprietária de várias redes sociais, entre as quais o Instagram, fechou a conta do comediante, ao abrigo do alegado incentivo ao ódio discriminatório, de que Hugo Soares estava a ser acusado por milhares de pessoas.
“O vídeo com a piada continuou em outras redes sociais - TikTok e Facebook -, mas o vídeo foi retirado do Youtube. A conta do Instagram foi simplesmente encerrada”, disse.
No Brasil, a imprensa tem destacado o caso, mas o comediante lamenta que a mesma assuma “um lado de que a piada em si é um comentário de incentivo ao ódio”.
“Passam a imagem de que eu estou a incentivar o ódio”, disse, acrescentando que o próximo passo destas famílias deverá ser um processo legal contra si.
O artista esclarece: “Tudo o que faço em comédia, tudo o que faço em palco e nas redes sociais são piadas, faço para fazer rir, porque é o meu trabalho. Não pode ser entendido como ofensivo ou discriminatório, porque não é esse o meu objectivo”. E acrescenta que não pede desculpas, pois alega que o que fez foi enquanto artista, no âmbito de piadas que produz com base na actualidade. E, neste caso, a actualidade foi uma boneca.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo