Nacional | 26-05-2023 15:40

Advogado indicava a própria mãe como condutora em infracções de trânsito de clientes

Advogado indicava a própria mãe como condutora em infracções de trânsito de clientes

Com aquela actuação livrava de responsabilidade os verdadeiros infractores, tendo a mãe sido condenada em alguns autos

O Ministério Público (MP) de Coimbra anunciou hoje que deduziu acusação contra um advogado, da Beira Baixa, que identificava a própria mãe como condutora responsável em contra-ordenações rodoviárias relacionadas com autos levantados contra clientes seus.

De acordo com a página de internet da Procuradoria da República da Comarca de Coimbra, o advogado da Beira Baixa irá responder pela prática de mais de uma centena de crimes de falsificação de documentos e de denúncia caluniosa no âmbito de processos de contra-ordenação estradais.

“Os factos estão relacionados com autos levantados contra clientes seus, particulares ou empresas, na sequência dos quais o arguido, mediante remuneração, prestou informações falsas, perante a ANSR [Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária], identificando a própria mãe como condutora responsável em cada uma das situações”, descreveu.

De acordo com o MP de Coimbra, esta prática do advogado deu origem à elaboração de novos autos de contra-ordenação, em nome da sua mãe, tendo alguns deles culminando em condenação.

“Com a actuação descrita, o arguido lograva, no imediato, eximir de responsabilidade os verdadeiros infractores, inviabilizando a acção punitiva do Estado, enquanto angariava clientela”, destacou.

A investigação esteve a cargo da Polícia Judiciária (PJ) de Coimbra.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo