Nacional | 25-01-2024 15:58

Combinou encontros nas redes sociais e violou duas mulheres

abuso de jovens

Suspeito tem 31 anos e fazia-se passar por professor universitário e fotógrafo profissional, mas trabalhava numa fábrica.

Um homem foi detido, esta semana, em Coimbra, por ter alegadamente violado duas mulheres que conheceu nas redes sociais, onde se fazia passar por professor universitário e fotógrafo profissional, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

De acordo com a PJ, a detenção do homem de 31 anos ocorreu na segunda-feira, tendo sido levada a cabo pela Directoria do Centro da Polícia Judiciária.

As mulheres, com 24 e 31 anos, residentes na cidade de Coimbra, “terão sido violadas em Novembro e em Dezembro do ano passado”.

Em declarações à agência Lusa, fonte da PJ explicou que o detido utilizava as redes sociais Facebook e Instagram para conhecer as vítimas, fazendo-se passar por professor universitário e fotógrafo profissional para as seduzir.

“O ‘modus operandi’ era o mesmo: marcava encontro físico e tentava, primeiramente, obter a concordância das vítimas para contactos de natureza sexual, através da sedução. Perante a recusa delas, constrangia-as e, à força, concretizou a violação em ambos os casos”, descreveu.

Segundo a mesma fonte, num dos casos, o homem de 31 anos – um empregado fabril que vive na zona da Mealhada, em união de facto - terá filmado o crime que cometeu.

“Atendendo ao ‘modus operandi’ e ao perfil do indivíduo, não é de excluir a existência de outras vítimas. É isso que agora vamos procurar perceber”, acrescentou a PJ.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial na quarta-feira, tendo ficado sujeito a apresentações diárias e à proibição de contacto com as vítimas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo