O MIRANTE dos Leitores | 02-07-2019 07:00

Palácio da Flamenga em Vialonga é mais um exemplo do desleixo do Estado

Palácio da Flamenga em Vialonga é mais um exemplo do desleixo do Estado
O MIRANTE DOS LEITORES

Levaram dois mil azulejos do Palácio da Flamenga, em Vialonga, um relógio de sol e agora os brasões talhados na pedra que ornamentavam várias arcadas.

Levaram dois mil azulejos do Palácio da Flamenga, em Vialonga, um relógio de sol e agora os brasões talhados na pedra que ornamentavam várias arcadas. Agora já não há mais nada de valor para roubar mas há pessoas que continuam a ir lá, em pleno dia, para levar materiais. O imóvel que é propriedade do Estado, não tem vigilância e está esventrado. As paredes estão cobertas de grafitis e o lixo acumula-se por todo o lado. Este é um caso entre muitos do desleixo do Estado e faz-me pensar nas pessoas que elegemos e a quem pagamos para preservar o nosso património e dar resposta às necessidades dos cidadãos em termos de educação, saúde, habitação... Essas pessoas que nos representam estão constantemente a falhar e, no entanto, quando chega a nossa vez de nos pronunciarmos através do voto, uma grande parte de nós abstém-se e outra parte vota em quem deixa roubar e destruir o que é nosso.
Jeremias Manuel Trigo

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Médio Tejo